Campeã de patinação morre; polícia encontra bilhete e cogita suicídio

O corpo de Ekaterina Alexandrovskaya, de 20 anos, foi encontrado na rua em que ela morava, supostamente, após uma queda da janela do apartamento onde vivia

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2020 16h08
DivulgaçãoA jovem patinadora Ekaterina Alexandrovskaya em ação com o antigo companheiro, Harley Windsor, durante um torneio

Campeã mundial júnior em 2017, a patinadora artística russa naturalizada australiana Ekaterina Alexandrovskaya, de 20 anos, foi encontrada morta em Moscou, na Rússia, segundo informaram as agências de notícias Interfax e Tass. De acordo com os dois veículos, as investigações preliminares apontam para suicídio como a causa da morte. Conforme veiculou a Interfax, o corpo de Alexandrovskaya foi encontrado na rua em que ela morava, supostamente, após uma queda da janela do apartamento onde vivia. Além disso, a agência de notícias RIA Novosti indicou que, na residência da atleta, foi localizado um curto bilhete, onde estava escrito “amor”. A patinadora havia retornado para Moscou, onde vivia, depois de se contundir durante um treino no Canadá.

Antigo parceiro de Alexandrovskaya nas competições, Harley Windsor se disse desolado pela “repentina e triste” morte da australiana de origem russa, em postagem no Instagram. “Tudo o que conquistamos durante nossa parceria é algo que jamais esquecerei e sempre guardarei no meu coração”, escreveu. A dupla foi desfeita no fim de fevereiro, na época, segundo o próprio Windsor revelou, por “preocupações de saúde”.

Alexandrovskaya representou a Rússia até 2016, quando foi convidada para passar a competir sob a bandeira australiana. No ano seguinte, foi campeã mundial júnior em duplas. Junto com Windsor, além de dois títulos australianos, disputou os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, que aconteceram em PyeongChang, na Coreia do Sul, alcançando o 18º lugar.

*Com informações da Agência EFE