Com triple-double histórico de Cousins, Pelicans vencem Bulls na 2ª prorrogação

  • Por Estadão Conteúdo
  • 23/01/2018 10h14
Reprodução / Twitter / NBADeMarcus Cousins terminou a partida com 44 pontos, 24 rebotes e dez assistências

A noite de segunda-feira foi histórica para DeMarcus Cousins. Com um triple-double de 44 pontos, 24 rebotes e dez assistências, ele liderou o New Orleans Pelicans no triunfo sobre o Chicago Bulls por 132 a 128, em casa, em duelo definido na segunda prorrogação. Antes disso, a equipe tirou uma desvantagem de 18 pontos nos cinco minutos finais do quarto período para forçar a realização do primeiro tempo extra.

Cousins brilhou na segunda prorrogação ao marcar sete pontos. Além disso, se tornou o primeiro jogador desde Kareem Abdul-Jabar em 1972 a fechar uma partida com ao menos 40 pontos, 20 rebotes e dez assistências.

Assim como Cousins, Anthony Davis também foi selecionado para o All-Star Game da NBA. Ele se destacou com 34 pontos no duelo diante dos Bulls. Já E’Twaun Moore marcou 15 pontos pelos Pelicans, que venceu cinco dos últimos seis duelos e está na sexta posição na Conferência Oeste.

Jerian Grant somou 22 pontos e 13 assistências e Robin Lopez também marcou 22 pontos por Chicago, que acabou sendo batido mesmo após abrir 104 a 86 durante o quarto período e ocupa apenas o 12º lugar no Leste.

Após um início ruim, o Houston Rockets se recuperou para superar o Miami Heat por 99 a 90, em casa, na noite de segunda. James Harden brilhou com 23 pontos, enquanto o brasileiro Nenê foi aproveitado por nove minutos, com dois pontos, cinco rebotes e três assistências pelo vice-líder da Conferência Oeste. Hassan Whiteside acumulou 22 pontos e 13 rebotes pelo Heat, que não contou pelo segundo jogo seguido com Goran Dragic, lesionado, e está na quarta posição no Leste.

Hora depois de demitir Jason Kidd, o Milwaukee Bucks superou o Phoenix Suns por 109 a 105, em casa, com 35 pontos de Khris Middleton e 32 de Malcolm Brogdon. O ex-jogador estava à frente da equipe desde 2014, o tendo levado duas vezes aos playoffs. No momento, o time é o sétimo colocado do Leste. T.J. Warren fez 23 pontos pelos Suns, que perderam quatro dos últimos cinco duelos e está na nona posição no Leste.

Em um grande jogo em Los Angeles, o Minnesota Timberwolves bateu os Clippers por 126 a 118, com 40 pontos de Andrew Wiggins e 30 de Jeff Teague, superando a ausência de Jimmy Butler. Foi a sétima vitória do time de Minneapolis nos últimos nove jogos, o que a deixa na terceira posição no Oeste. Blake Griffin conseguiu um triple-double de 32 pontos, 12 rebotes e 12 assistências, mas perdeu duas vezes a posse de bola no fim do duelo, contribuindo para o revés dos Clippers, o nono colocado do Oeste.

Com 38 pontos de Jamal Murray, incluindo uma cesta de três no minuto final, o Denver Nuggets superou o Portland Trail Blazers por 104 a 101, na noite de segunda, em confronto direto na luta por uma vaga nos playoffs da Conferência Oeste – os Nuggets estão na oitava posição, logo atrás dos Blazers. Nikola Jokic também se destacou pelo time de Denver, com 16 pontos e 12 rebotes. Em sua volta ao ginásio do Nuggets, Jusul Nurkic somou 19 pontos, 12 rebotes e três tocos, enquanto Damian Lillard fechou o duelo com 25 pontos e sete assistências pelos Blazers.

Também pela rodada de segunda-feira da NBA, o Memphis Grizzlies bateu o Philadelphia 76ers por 105 a 101. O Dallas Mavericks contou com grande atuação defensiva para vencer o Washington Wizards por 98 a 75. Com 16 rebotes, 14 pontos e seis tocos de Dwight Howard, o Charlotte Hornets superou o Sacramento Kings por 112 a 107. Além disso, o Atlanta Hawks venceu o Utah Jazz por 104 a 90.