Corrida maluca, Massa perdendo título e ‘raça’ de Senna: Relembre as principais emoções do GP do Brasil

Palco de cinco conquistas mundiais, uma delas arrebatada na última volta, Interlagos sedia a 49ª edição da corrida brasileira, uma das mais tradicionais do circuito da Fórmula 1

  • Por Jovem Pan
  • 13/11/2021 10h00
Luiz Prado/Estadão Conteúdo - Ampliar Informações Imprimir Enviar por E-mail Comprar Opções de pasta Carrinho 24/03/1991Com a bandeira do Brasil nas mãos, Ayrton Senna comemora a vitória no GP Brasil de 1991 após corrida na raça

O GP do Brasil de Fórmula 1 acontece neste domingo, 14, às 14h (horário de Brasília), no Autódromo de Interlagos. A prova chega a sua 49ª edição e, desta vez, não vai definir o campeão da temporada, mas pode aumentar a vantagem do holandês Max Verstappen (Red Bull) na liderança em relação ao heptacampeão Lewis Hamilton (Mercedes). Com casa cheia, os mais de 60 mil torcedores com certeza acompanharão uma corrida histórica em um dos circuitos mais emblemáticos da Fórmula 1. E nada melhor do que relembrar essa história com os principais acontecimentos. A primeira corrida no circuito aconteceu em 1972, mas somente no ano seguinte entrou no calendário da modalidade. Em 1978, o GP do Brasil foi transferido para o Autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, devido a uma remodelação em Interlagos. Em 1990, São Paulo voltou a sediar o grande prêmio brasileiro.

Os campeões da prova

O argentino Carlos Reutemann foi o primeiro campeão na pista paulista, quando a prova ainda não estava no calendário da Fórmula 1. A primeira corrida oficial foi vencida pelo brasileiro Emerson Fittipaldi, quando era piloto da Lotus-Ford. Curiosamente, Reutemann também venceu a primeira prova de Jacarepaguá, em 1978. Quem mais subiu no lugar mais alto do pódio de Interlagos foi Alain Prost (6 vezes). Em segundo lugar, aparece o alemão Michael Schumacher, com quatro vitórias. Os brasileiros Ayrton Senna, Felipe Massa, Emerson Fittipaldi e Nelson Piquet venceram duas vezes cada um. Atuais postulantes ao título, Lewis Hamilton venceu o GP nos anos de 2016 e 2018, e Max, em 2019. Veja abaixo todos os campeões do GP do Brasil desde 1972:

1972 – Carlos Reutemann (Brabham-Ford)
1973 – Emerson Fittipaldi (Lotus-Ford)
1974 – Emerson Fittipaldi (McLaren-Ford)
1975 – José Carlos Pace (Brabham-Ford)
1976 – Niki Lauda (Ferrari)
1977 – Carlos Reutemann (Ferrari)
1978 (em Jacarepaguá) – Carlos Reutemann (Ferrari)
1979 – Jacques Laffite (Ligier-Ford)
1980 – René Arnoux (Renault)
1981 – Carlos Reutemann (Williams-Ford)
1982 – Alain Prost (Renault)
1983 – Nelson Piquet (Brabham-BMW)
1984 – Alain Prost (McLaren-TAG)
1985 – Alain Prost (McLaren-TAG)
1986 – Nelson Piquet (Willians-Honda)
1987 – Alain Prost (McLaren-TAG)
1988 – Alain Prost (McLaren-Honda)
1989 – Nigel Mansell (Ferrari)
1990 – Alain Prost (Ferrari)
1991 – Ayrton Senna (McLaren-Honda)
1992 – Nigel Mansell (Williams-Renault)
1993 – Ayrton Senna (McLaren-Ford)
1994 – Michael Schumacher (Benetton-Ford)
1995 – Michael Schumacher (Benetton-Ford)
1996 – Damon Hill (Williams-Renault)
1997 – Jacques Villeneuve (Williams-Renault)
1998 – Mika Hakkinen (McLaren-Mercedes)
1999 – Mika Hakkinen (McLaren-Mercedes)
2000 – Michael Schumacher (Ferrari)
2001 – David Coulthard (McLaren-Mercedes)
2002 – Michael Schumacher (Ferrari)
2003 – Giancarlo Fisichella (Jordan-Ford)
2004 – Juan Pablo Montoya (Williams-BMW)
2005 – Juan Pablo Montoya (McLaren-Mercedes)
2006 – Felipe Massa (Ferrari)
2007 – Kimi Raikkonen (Ferrari)
2008 – Felipe Massa (Ferrari)
2009 – Mark Webber (Red Bull-Renault)
2010 – Sebastian Vettel (Red Bull-Renault)
2011 – Mark Webber (Red Bull-Renault)
2012 – Jenson Button (McLaren-Mercedes)
2013 – Sebastian Vettel (Red Bull-Renault)
2014 – Nico Rosberg (Mercedes)
2015 – Nico Rosberg (Mercedes)
2016 – Lewis Hamilton (Mercedes)
2017 – Sebastian Vettel (Ferrari)
2018 – Lewis Hamilton (Mercedes)
2019 – Max Verstappen (Red Bull-Honda)
2020 – cancelada devido à pandemia

Pilotos campeões mundiais em Interlagos

Interlagos já entregou cinco títulos mundiais para pilotos. O primeiro “agraciado” foi Fernando Alonso, em 2005. O espanhol ficou em terceiro na corrida, mas garantiu o título, entrando para a história como o mais jovem campeão da categoria até então (24 anos, um mês e 27 dias). No ano seguinte, ele repetiu o feito, chegando em segundo no GP do Brasil. Em 2007, foi a vez de Kimi Raikkonen levantar o troféu em Interlagos, o último título da Ferrari na Fórmula 1. Em 2008, Lewis Hamilton chegou em quinto e tirou o Mundial das mãos de Felipe Massa, que tinha terminado em primeiro. A última vez que a pista deu um título foi em 2012 com Sebastian Vettel. Ele se tornou o mais jovem tricampeão da F-1, aos 25 anos, superando Senna.

Corridas marcantes

Ayrton Senna protagonizou duas das corridas mais emocionantes de Interlagos. Em 1991, na primeira vez que ele venceu uma corrida no Brasil, o piloto brasileiro conquistou o tricampeonato mundial e fez uma prova “no braço”. Com problemas na marcha nas voltas finais, ele precisou de muita força para conseguir vencer, ultrapassando Ricardo Patrese (Williams). No pódio, o brasileiro quase não conseguiu erguer o troféu. Dois anos depois, Senna quebrou o domínio da Williams e venceu a corrida pela McLaren. Em êxtase, o público invadiu a pista para comemorar a vitória com o piloto. Ele chegaria ao vice-campeonato naquele ano.

Em 2003, Interlagos presenciou uma autêntica “corrida maluca”. Rubens Barrichello (Ferrari) abandonou a prova estando em primeiro. Webber (Jaguar) e Fernando Alonso (Renault) colidiram feio, e o GP terminou antes do final, consagrando Giancarlo Fisichella (Jordan) como o vencedor. Foi um evento tão tumultuado que o italiano só recebeu o troféu duas semanas depois. Mas a corrida mais vívida na mente dos brasileiros é a de 2008. Na última etapa da temporada, Felipe Massa estava brigando pelo título e poderia conquistá-lo em casa. Ele venceu a corrida e a torcida já comemorava o troféu, mas, na última volta, Lewis Hamilton ultrapassou Timo Glock e chegou em quinto, a justamente a colocação que precisava para ultrapassar o brasileiro no número de pontos e conquistar o seu primeiro título da carreira.

Recorde o GP do Brasil de 2008:

30 anos da primeira vitória de Ayrton Senna no circuito

Este ano, o GP do Brasil tem um gosto especial para o país. Em 24 de março de 1991, há 30 anos, Ayrton Senna conquistava sua primeira vitória em Interlagos, justamente a citada acima como um triunfo “na raça”, com problemas na marcha. O piloto, morto em 1994 em um acidente em Ímola, será homenageado neste domingo, 14. Uma dessas homenagens é o mural gigante que retrata Ayrton levantando a taça daquela prova, pintado pelo artista Eduardo Kobra. A arte tem 27 metros de altura por 10 metros e foi finalizada no ano passado, mas somente neste ano o público poderá apreciá-lo. Grande fã de Ayrton, Lewis Hamilton publicou uma homenagem ao piloto em suas redes sociais. Com uma imagem que retrata Senna ao lado dele caminhando na pista de Interlagos, o britânico escreveu um texto em que expõe toda sua idolatria. “Minha maior inspiração. O jeito como ele pilotava o carro, a paixão dele pela vida e pelo esporte. Mais que tudo, a maneira como ele enfrentou um sistema que nem sempre foi gentil. Que o legado dele continue para sempre, especialmente vibrante neste fim de semana.” A postagem comoveu os fãs do automobilismo.