Entenda a briga envolvendo Kelvin Hoefler, Letícia Bufoni e a Confederação Brasileira de Skate

Prata de Hoefler nas Olimpíadas escancarou ‘racha’ entre representantes do Brasil no skate street

  • Por Jovem Pan
  • 26/07/2021 20h44 - Atualizado em 26/07/2021 20h55
Reprodução/ InstagramKelvin e Letícia fizeram parte da delegação do skate street do Brasil

O skate foi o esporte mais comentado no final de semana. A estreia da modalidade nos Jogos Olímpicos e as medalhas de prata de Kelvin Hoefler e Rayssa Leal no skate street viraram assunto no país e bombaram nas redes sociais, mas o que mais chamou atenção foi o comentário de Letícia Bufoni no Instagram depois da vitória do santista Hoefler. A skatista explicou em uma série de vídeos o porquê não parabenizou o colega de seleção pela conquista. Segundo ela, Kelvin não gosta de ‘dar rolê’ com a galera e não é muito enturmado. Ela, inclusive, contou que a Confederação Brasileira de Skate é bloqueada das contas de Hoefler. “Um exemplo grande é que a CBSK, que é a confederação de skate, não pode nem marcar ele, porque ele bloqueou a CBSK”, disse Bufoni. Pouco depois, Kelvin postou um stories com o fisioterapeuta da delegação e o skatista Giovanni Vianna e escreveu “Jantando com a família”, marcando a CBSK. De acordo com a Folha de S. Paulo, Kelvin bloqueou a federação depois do veto à ida de sua esposa, a fotógrafa Ana Paula Negrão, para Tóquio.

Durante a prova do street masculino, Kelvin não teve apoio técnico na pista como Rayssa e Letícia tiveram no dia seguinte, e foi orientado apenas pela amiga Pâmela Rosa e pela esposa pelo telefone. O comportamento também gerou especulações. Segundo o blog ‘Olhar Olímpico’, o mal-estar de Kelvin e Pâmela com a CBSK vêm de alguns meses, quando a confederação não autorizou a participação da dupla no X-Games antes das Olimpíadas, mas deixou que Bufoni competisse. Ela venceu o campeonato e ganhou uma quantia considerável de dinheiro, o que irritou os outros atletas. Após a conquista da medalha de prata, o pai de Hoefler publicou um comentário na página da CBSK no Instagram criticando o tratamento dado ao seu filho. “Será que agora vocês vão respeitar meu filho ou vão continuar a menosprezar ele? É nítido o que vocês estão fazendo. Essa medalha de prata representa todo esforço e dedicação dele. Vocês deveriam ser mais imparciais. É uma vergonha o que fazem com meu filho”, escreveu Enéas Rodrigues.

Existem rumores de que o skatista medalhista de prata tem problemas com o presidente da Confederação, Duda Musa, por acreditar que ele usa a imagem dos atletas como trampolim. Há quem acredite que o vídeo de Bufoni no Instagram teve um dedinho do cartola. Duda Musa assumiu como presidente em junho de 2019, quando Bob Burnquist renunciou ao cargo. Foi ele quem levou Duda para a CBSK. Antes, o empresário agenciava a imagem de Neymar. Apesar de toda a repercussão da história no final de semana, a Confederação não se posicionou sobre o ocorrido. O Brasil ainda terá representantes no skate park nessas Olimpíadas. A modalidade estreia no dia 1º de agosto.