Hamilton dá o troco e é o mais rápido do dia em Abu Dhabi; Verstappen fica em 4º

Com um desempenho muito mais sólido do que o rival, o heptacampeão mundial virou 1min23s691 em sua volta mais rápida com a Mercedes

  • Por Jovem Pan
  • 10/12/2021 12h21 - Atualizado em 10/12/2021 13h35
EFE/EPA/ALI HAIDER Lewis Hamilton foi o mais rápido no dia no Gp de Abu Dhabi Lewis Hamilton foi o mais rápido no dia no GP de Abu Dhabi

Após ver Max Verstappen liderar o primeiro treino livre, Lewis Hamilton respondeu com a melhor performance do dia na segunda sessão, já no anoitecer desta sexta-feira, 10, no circuito de Yas Marina, palco do decisivo GP de Abu Dhabi, a 22.ª e última etapa da temporada 2021 da Fórmula 1. Com um desempenho muito mais sólido do que o rival, o heptacampeão mundial virou 1min23s691 em sua volta mais rápida com a Mercedes. Mas quem esperava ver o holandês em segundo lugar com a Red Bull viu uma grande surpresa. O francês Esteban Ocon, com a Alpine, chegou a liderar a sessão e ficou a 0s343 do tempo (1min24s034) estabelecido por Hamilton. Verstappen foi apenas o quarto mais rápido do treino, com 1min24s332, e terminou a noite superado pelo seu rival na luta pelo título em 0s641.

O finlandês Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes, teve uma performance mais aceitável e foi o terceiro colocado, com 1min24s083. Já o mexicano Sergio Pérez, com a outra Red Bull, foi o quinto na tabela de tempos – cravou 1min24s400. Destaque também para o espanhol Fernando Alonso, que colocou o outro carro da Alpine entre os seis primeiros. O bicampeão mundial foi seguido pelo japonês Yuki Tsunoda, outra boa surpresa da sessão, que deixou para trás o companheiro de equipe na AlphaTauri, o francês Pierre Gasly, que ficxou em 10.º. Entre eles, finalizaram as Ferrari do monegasco Charles Leclerc e do espanhol Carlos Sainz Jr., em oitavo e nono, respectivamente. Já o alemão Sebastian Vettel terminou apenas em 14.º com a Aston Martin, uma posição atrás da McLaren do inglês Lando Norris.

Já no fim da sessão, o finlandês Kimi Raikkonen, que faz neste final de semana a sua última corrida de Fórmula 1 na carreira, escapou com sua Alfa Romeo e bateu muito forte no guardrail. A sessão foi encerrada naquele momento, mas com bandeira vermelha. Pela primeira vez desde 1974, dois pilotos chegam empatados à etapa final do ano. São 369,5 pontos para cada, com Verstappen à frente de Hamilton pelo critério de desempate, tendo mais vitórias no ano (9 a 8). Por isso, a matemática do título é simples: será campeão quem cruzar a linha de chegada na frente no domingo. E se o empate persistir, o título vai para a Red Bull. Os carros voltarão à pista agora neste sábado, às 7 horas (de Brasília), para a terceira sessão de treinos livres. Pouco depois, às 10 horas, será realizado o treino oficial de classificação. A corrida, no domingo, terá início às 10 horas.

*Com informações do Estadão Conteúdo