Lutador americano é preso por falsidade ideológica após estreia no Bellator

Anthony Johnson usou cartão de crédito de uma pessoa ilegalmente para comprar passagens aéreas

  • Por Jovem Pan
  • 11/05/2021 18h41 - Atualizado em 11/05/2021 19h44
Reprodução/ USA TodayAnthony Johnson foi preso após nocaute em sua estreia no Bellator

A vitória de Anthony Johnson, de 37 anos, no Bellator não pôde ser comemorada por muito tempo. Depois de nocautear o brasileiro Gugu Azevedo em sua estreia no evento, o lutador norte-americano foi preso em Connecticut, nos Estados Unidos, no último sábado, 8, por falsidade ideológica. De acordo com o jornal Greenwich Daily Voice, Anthony usou um cartão de crédito de outra pessoa ilegalmente para comprar uma passagem aérea de ida e volta para Newark, Nova Jersey. O crime aconteceu em novembro de 2019 e foi descoberto após a queixa do dono do cartão. Depois de uma extensa investigação, a polícia de New Canaan localizou o lutador no domingo em Mohegan Sun Casino, local onde aconteceu a luta do Bellator.

Ele foi preso e conduzido para a delegacia, onde pagou uma fiança de 500 dólares (R$ 2,6 mil, na cotação atual) e foi liberado. Segundo o jornal, foi gasto menos do que a quantia da fiança no cartão. Em Connecticut, o crime de falsidade ideológica é de terceiro grau e com pena de até cinco anos, além de multa de 5 mil dólares (R$ 26 mil). A audiência de Anthony está marcada para o dia 8 de junho. Essa não é a primeira infração do lutador, que teve queixas de violência doméstica em 2009 e 2019.