Max Verstappen lidera GP da Estíria e vence segunda corrida consecutiva

Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, da Mercedes, completaram o pódio com o segundo e terceiro lugar, respectivamente; atualmente, a vantagem da RBR sobre a equipe alemã é de 40 pontos

  • Por Jovem Pan
  • 27/06/2021 12h38 - Atualizado em 27/06/2021 13h36
Verstappen liderou o GP da Estíria de ponta a ponta neste domingo, 27

Líder do Mundial, o holandês Max Verstappen, da Red Bull Racing, liderou a corrida de ponta a ponta e venceu o GP da Estíria, na Áustria, neste domingo, 27. Os dois pilotos da Mercedes, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, completaram o pódio com o segundo e terceiro lugar, respectivamente. Apesar do bom resultado para a equipe alemã, que conquistou a melhor volta após uma troca dos pneus de Hamilton nos segundos finais da corrida, a vantagem da RBR sobre a Mercedes é de 40 pontos (252 a 212). Verstappen, com 156 pontos, continua na liderança do campeonato com uma diferença de 18 pontos para Hamilton, que está com 138. “Conseguimos bons pontos como equipe hoje e temos que continuar pressionando” , afirmou Hamilton. O momento mais emocionante da corrida aconteceu logo na primeira curva, quando o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, ao tentar ultrapassar Pierre Gasly, da AlphaTauri, atingiu o colega, furando o pneu do piloto francês e danificando a própria asa dianteira. Após um pitstop, o piloto da Ferrari, que estava em sétimo, caiu para a 17º, mas conseguiu recuperar a colocação após escalar metade do grid ao longo do GP.

Na curva seguinte, com problemas na roda, Gasly atingiu Nicholas Latifi, da Williams, e Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo. Por conta dos incidentes e dos danos no carro, a corrida acabou para o piloto da AlphaTauri. Latifi também furou um dos pneus, mas continuou na disputa. Outro problema atingiu a Williams na corrida. Mas dessa vez, com outro piloto. O inglês George Russell, que iniciou a corrida na décima posição, dando chances para a equipe pontuar pela primeira vez na temporada, teve problemas com o carro quando estava em 8º. A Williams, então, parou o piloto para uma troca de pneus e para a correção de uma “unidade de energia do carro”. O pit stop se estendeu por mais 18s3 segundos e o britânico voltou em 18º. O problema, no entanto, não foi resolvido e Russell abandonou a corrida. “Não precisa se desculpar, estamos nisso juntos. Vamos de novo na próxima semana – vamos conseguir esses pontos na próxima semana”, assegurou o atleta à equipe. A disputa pelo terceiro lugar foi acirrada, com Lando Norris, da McLaren, liderando até a volta 10, quando foi ultrapassado pelo mexicano Sergio Perez, da RBR, que, em seguida, perdeu a posição para Bottas. Norris ainda voltou para a terceira colocação rapidamente, mas recebeu uma ultrapassem do finlandês, que garantiu o terceiro lugar para a Mercedes. “De onde comecei acho que P3 foi o máximo hoje. Estou feliz por poder me defender contra Perez. É bom podermos fazer tudo de novo na próxima semana”, disse o piloto.

Veja a classificação final do GP da Estíria