Medalha de ouro na Rio-2016, Thiago Braz é suspenso após testar positivo em exame antidoping 

Estrela do salto com vara, brasileiro pode ficar fora do esporte por até quatro anos

  • Por Jovem Pan
  • 28/07/2023 13h36 - Atualizado em 28/07/2023 13h52
Fábio Motta/Estadão Conteúdo - 16/08/2016 Thiago Braz, do salto com cara, levanta os braços e exibe medalha de ouro no peito no estádio Thiago Braz foi campeão olímpico na Rio-2016

Um dos principais atletas no mundo na modalidade salto com vara, o brasileiro Thiago Braz foi suspenso pela Athletics Integrity Unit (Unidade de Integridade do Atletismo) por testar positivo para ostarina, droga utilizada para o aumento de massa muscular. Em comunicado divulgado nesta sexta-feira, 28, a entidade afirmou que o campeão olímpico na Rio-2016 está impedido de participar de competições provisoriamente. A pena por testar positivo para o exame antidoping, entretanto, pode ser de quatro anos fora do esporte. “Uma suspensão provisória é quando um atleta ou outra pessoa é temporariamente suspenso de participar de qualquer competição ou atividade no Atletismo antes de uma decisão final em uma audiência conduzida de acordo com as Regras Antidoping do Atletismo Mundial ou o Código de Conduta de Integridade”, diz a nota. O site da Jovem Pan entrou em contato com a assessoria de Thiago Braz e aguarda uma resposta. Até o momento, o atleta de 29 anos não se posicionou sobre o caso. Natural de Marília, cidade do interior de São Paulo, o saltador também coleciona uma medalha de bronze na Tóquio-2020, além de uma medalha de prata no Mundial de Belgrado 2022.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.