Mercedes anuncia George Russell como companheiro de Hamilton em 2022

Britânico substituirá o finlandês Valtteri Bottas, que foi contratado pela Alfa Romeo; piloto corre a temporada de 2021 pela Williams

  • Por Jovem Pan
  • 07/09/2021 10h39 - Atualizado em 07/09/2021 10h53
Reprodução/F1George Russell faz parte da Academia de Jovens Pilotos da Mercedes

A Mercedes anunciou na manhã desta terça-feira, 7, que George Russell será o companheiro deLewis Hamilton na temporada de 2022 da Fórmula 1. George Russell é membro da Academia de Jovens Pilotos da Mercedes e estava na mira da equipe alemã desde sua atuação no GP de Sakhir, quando substituiu o heptacampeão do mundo, que estava com Covid-19 e não correu no Bahrein. Apesar da aposta no novo talento, havia uma grande chance da Mercedes renovar com o finlandês Valtteri Bottas, que corre pelo time desde 2017. O chefe da equipe, Toto Wolff, afirmou na semana passada, durante o GP da Bélgica, que já havia escolhido o seu segundo piloto, mas acrescentou que o anúncio só seria feito após garantir que tanto Bottas quanto Russell tivessem lugares na F1.

Com o acerto de Bottas na Alfa Romeo, as portas da Mercedes se abriram oficialmente para o britânico. Em 2017, George Russell foi campeão pela GP3 Series. Em 2018, subiu ao lugar mais alto do pódio pela Fórmula 2, desbancando Lando Norris, atual piloto da McLaren, que ficou com segundo lugar, e Alex Albon, ex-piloto da Red Bull Racing, que garantiu o terceiro lugar na competição. Desde 2019, Russell corre pela Williams, equipe que configura o fim do pelotão ao lado da Haas. Em 2020, quando foi escolhido para substituir Lewis Hamilton em Sakhir, Russell classificou em segundo, atrás apenas do seu companheiro de equipe. Na largada da corrida, o substituto ultrapassou Bottas e liderou a maior parte da prova, mas foi prejudicado por um erro na troca de pneus e depois por um pneu furado, conquistando apenas nona posição no GP.

Em suas redes sociais, o atual piloto da Williams fez um texto emocionado sobre a contratação. “É um dia especial para mim, pessoal e profissionalmente, mas também um dia de emoções mistas. Estou animado e humilde por me juntar à Mercedes no próximo ano, o que é um grande passo na carreira, mas também significa que vou me despedir dos meus companheiros de equipe e amigos da Williams”, escreveu. Em seguida, o britânico elogiou o trabalho de Bottas e a chance de trabalhar com Hamilton. “Valtteri estabeleceu um padrão alto, entregando consistentemente semana após semana, marcando vitórias, pole positions e ajudando a ganhar vários títulos de campeonato”, parabenizou.

“Meu objetivo deve ser recompensar a confiança que Toto, a equipe e o conselho depositaram em mim, garantindo que eu desempenhe minha parte em continuar esse sucesso e quero deixar meus novos companheiros de equipe orgulhosos. Claro, um desses novos companheiros de equipe é, na minha opinião, o maior piloto de todos os tempos. Eu olhei para Lewis desde que eu estava em karts e a oportunidade de aprender com alguém que se tornou um modelo dentro e fora dos trilhos só pode me beneficiar como motorista, profissional e ser humano”, declarou. Lewis Hamilton também comentou o anúncio. “Lembro-me de conhecê-lo quando era jovem, sonhando em um dia ser piloto de Fórmula 1. Eu tinha acabado de realizar meu sonho de me tornar um piloto de F1. Então sei o que este dia significa e como será para ele. Ele é um grande exemplo para todas as crianças de que os sonhos se tornam realidade quando você os persegue de todo o coração. Com muito trabalho, ele mereceu, com razão, seu lugar em nossa equipe”, disse o heptacampeão.