Morre Bill Russell, um dos mais lendários jogadores da NBA, aos 88 anos

Família do ex-jogador do Boston Celtics informou que ele ‘faleceu pacificamente’ ao lado da esposa

  • Por Jovem Pan
  • 31/07/2022 18h06
Reprodução/Instagram/realbillrussell Bill Russell Bill Russell jogou pelo Boston Celtics durante toda a sua carreira profissional

Morreu neste domingo, 31, Bill Russell, que por 11 vezes campeão da NBA com o Boston Celtics. A informação foi divulgada pela família do ex-jogador de basquete nas redes sociais. “Bill Russell, o vencedor mais prolífico da história do esporte americano, faleceu pacificamente neste domingo aos 88 anos, com sua esposa, Jeannine, ao seu lado”, postou a família da lenda dos Celtics no Twitter. Foi informado que “em breve” serão divulgados os planos para o velório. Durante toda a sua carreira, de 1956 a 1969, Russell jogou pelo Boston Celtics e foi o grande protagonista da “Dinastia” que conquistou 11 anéis, oito deles consecutivos. Bicampeão da NCAA, medalhista de ouro olímpico em Melbourne-1956, Russell também foi o primeiro treinador negro na história do esporte americano. Ele comandou os Celtics como jogador-treinador de 1966 a 1969 e conquistou os títulos em 1968 e 1969.

“Além dos triunfos, sua maneira de entender as batalhas é o que iluminou sua vida. (…) Bill denunciou as injustiças com implacável clareza com que pretendia quebrar o ‘status quo’, e com um exemplo que, apesar de nunca foi sua humilde intenção, ele sempre inspirará trabalho em equipe, altruísmo e mudança”, disse sua família. Em sua gloriosa carreira como pivô do Boston Celtics, Russell levou a franquia a 11 títulos em 12 finais, perdendo apenas para o St. Louis Hawks, em 1958. Um dos melhores pivôs defensivos de todos os tempos, suas conquistas incluem também cinco prêmios de MVP e 12 convocações para o All-Star. Para homenagear seu legado, a NBA dedicou-lhe o prêmio de MVP das finais, que foi conquistado na última temporada por Stephen Curry, do Golden State Warriors. O comissário da NBA, Adam Silver, lamentou a morte de Russell e o chamou de “o maior campeão da história dos esportes coletivos”.

*Com informações da EFE.