Por causa da Covid-19, Toronto Raptors vai mandar jogos da NBA na Flórida

Governo canadense não concedeu permissão para a realização de jogos em Toronto em meio à pandemia

  • Por Jovem Pan
  • 20/11/2020 18h20
EFE / Erik S. Lesser / ArchivoToronto Raptors mandará os primeiros jogos da próxima temporada da NBA na Flórida

Por causa da pandemia de Covid-19, o governo do Canadá rejeitou o pedido da NBA e do Toronto Raptors para jogar no país a próxima temporada, que começa no dia 22 de dezembro. Com isso, a franquia vai mandar seus primeiros jogos do início da liga na cidade de Tampa, na Flórida, nos Estados Unidos. “Basicamente, a atual situação de saúde pública que enfrentam os canadenses, combinada com a necessidade urgente de determinar onde vamos jogar significa que vamos começar nossa temporada 2020/21 em Tampa, Flórida”, informou os Raptors em um comunicado divulgado nesta sexta-feira, 20, e assinado pelo diretor do time, Masai Ujiri.

Ujiri afirmou que não há data prevista para o campeão da temporada 2018/2019 da NBA voltar a atuar em Toronto. “Nos comprometemos a continuar nosso trabalho juntos, planejando um retorno seguro para jogar em Toronto. E, como organização, continuamos empenhados em fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para promover e demonstrar medidas de saúde pública para ajudar a combater a propagação do Covid-19 no Canadá”, afirmou. A disseminação da doença nos EUA levou as autoridades canadenses a proibirem a passagem de cidadãos pelas suas fronteiras para assuntos não considerados essenciais. Existe a possibilidade de que a decisão seja revista, mas apenas em 2021.

Neste ano, o governo do Canadá também rejeitou o pedido do Toronto Blue Jays, time que disputa a MLB, liga norte-americana de beisebol, de jogar na sua cidade. Na ocasião, as autoridades de saúde consideraram que não era seguro que os jogadores se deslocassem para os Estados Unidos, país com o maior número de infectados por coronavírus no mundo e que viu o número de contaminações disparar nas últimas semanas. Os Blue Jays não conseguiram persuadir as autoridades canadenses e montaram uma sede temporária em Buffalo, Nova York.

*Com informações do Estadão Conteúdo