Ricciardo vence e encerra jejum da McLaren em GP marcado por batida de Hamilton e Verstappen

Heptacampeão e o atual líder do campeonato protagonizaram grave acidente na volta 26 do circuito em Monza; equipe do piloto australiano não vencia uma corrida desde 2012

  • Por Jovem Pan
  • 12/09/2021 12h28 - Atualizado em 12/09/2021 12h29
EFE/EPA/LARS BARON / POOLDaniel Ricciardo não vencia uma prova desde o Grande Prêmio de Mônaco de 2018

O Grande Prêmio da Itália deste domingo, 12, em Monza, foi marcado por acidente entre favoritos da temporada e quebra de jejum da McLaren. O piloto Daniel Ricciardo conquistou o topo do pódio após uma prova épica, que terminou com o australiano sendo responsável pela volta mais rápida da corrida e por garantir uma vitória para a escuderia após 9 anos. Essa é a primeira vitória de Ricciardo desde o GP de Mônaco de 2018. O segundo lugar da disputa ficou com Lando Norris, garantindo a dobradinha histórica. O terceiro piloto a terminar o circuito da Itália foi Sergio Pérez, da Red Bull Racing, mas o mexicano recebeu uma punição de cinco segundos. Com isso, Valtteri Bottas, da Mercedes, ficou com a vaga no pódio. Além de ser palco de uma conquista histórica da McLaren, o GP da Itália também foi marcado por um greve acidente entre o heptacampeão Lewis Hamilton e líder do campeonato Max Verstappen, na volta 26 do circuito. A batida aconteceu após o britânico sair do pit stop na mesma pista em que o piloto da Red Bull. O carro de Verstappen chegou a ficar em cima do de Hamilton, mas nenhum dos dois se machucou.