Palmeiras sai na frente, mas vê Cruzeiro virar e vencer por 2 a 1

  • Por Jovem Pan
  • 25/06/2016 21h06
MG - BRASILEIRÃO / CRUZEIRO X PALMEIRAS - ESPORTES - Partida entre as equipes de Cruzeiro x Palmeiras, válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, realizada no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, na noite deste sábado (25). 25/06/2016 - Foto: FERNANDO MICHEL/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDOPalmeiras sai na frente

O Palmeiras até saiu na frente, mas não teve a consistência defensiva que demonstrou nas últimas partidas e acabou levando a virada do Cruzeiro e saiu derrotado do Mineirão pelo placar de 2 a 1, na noite deste sábado (25), em Belo Horizonte.

O destaque da partida foi o atacante Willian, que marcou os dois gols da celeste mineira. O ex-corintiano viu Gabriel Jesus abrir o placar logo aos 10 minutos, mas igualou o marcador quatro minutos mais tarde. O camisa 9 voltou a balançar as redes logo aos 2 do segundo tempo para garantir os três pontos para a Raposa.

A equipe do técnico Cuca não se achou na marcação e deu muito espaço pelas laterais para as investidas de Arrascaeta, Willian e Alisson. O placar só não foi mais elástico por causa de Fernando Prass e da má pontaria cruzeirense. No ataque, os paulistas também não mostraram a mesma sintonia das outras partidas, muito por conta da falta da péssima apresentação de Cleiton Xavier.

Com a derrota, o Verdão fica com seus 22 pontos e pode perder a liderança da competição caso o Internacional vença o Botafogo neste domingo, no Beira-Rio. Já o Cruzeiro sobe mais na tabela com a vitória, chegando aos 14 pontos e encostando no pelotão intermediário.

O Jogo

A partida começou a todo vapor com o Cruzeiro chegando com chance clara de marcar logo aos 2 minutos, quando Alisson ficou de frente para Prass e chutou para a ótima defesa do camisa 1. Apesar da pressão inicial, os mineiros viram os alviverdes abrirem o placar logo aos 10 minutos.

Após Fabiano cobrar arremessar a bola da lateral, Gabriel Jesus desviou e deixou Dudu na boa, sem marcação para avançar. O camisa 7 levou a bola e viu Jesus avançando na entrada da área. Com uma ótima assistência, o artilheiro do Verdão na temporada bateu no contrapé de Fábio para colocar o líder do Brasileirão na frente.

O gol iria abalar os donos da casa? Não mesmo! Quatro minutos depois, Bryan cruzou a bola na área, Arrascaeta desviou de leve e deixou Willian sozinho na segunda trave para bater ao gol. Prass tentou tirar com os pés mas acabou mandando para o fundo das redes.

A defesa do Verdão pareceu ter sentido o golpe e a Celeste cresceu na partida. Aos 18, Henrique teve uma grande chance de virar o placar a favor dos donos da casa. Alisson cruzou a bola na segunda trave e o volante apareceu sozinho, quase em cima da linha para fazer. De forma inacreditável, ele mandou a bola por cima da trave.

Com Cleiton Xavier apagado, o Palmeiras só voltou a assustar aos 28, quando Gabriel Jesus recebeu nas costas da defesa e bateu de chapa para fora, sem assustar o goleiro cruzeirense.

O ritmo diminuiu e só voltou a esquentar mais para o fim do primeiro tempo. Fabiano exigiu uma ótima defesa de Fábio aos 38, enquanto Prass parou a investida de Bruno Ramires com segurança aos 40.

O time paulista deve ter levado uma bronca pesada de Cuca nos vestiários, mas mostrou que a conversa não ajudou logo no início do segundo tempo. Logo aos 2, Willian recebeu de Alisson e só precisou empurrar para o fundo das redes para virar a partida.

A partir daí o Cruzeiro demonstrou muito mais controle da partida e só não aumentou a vantagem por conta das ótimas defesas do veterano alviverde. Bruno Ramires não conseguiu vencer o paredão palmeirense aos 3, assim como Arrascaeta dois minutos mais tarde.

Com Fabiano perdido na marcação e dando muito espaço, o meia uruguaio teve mais uma oportunidade aos 10, mas ficou novamente na boa defesa de Prass. A pressão cruzeirense se manteve forte até os 15, quando Alisson saiu na cara do gol e tocou muito forte por cima do arqueiro adversário.

Sem conseguir efetividade em suas investidas, o Palmeiras tentou mudar com a entrada de Cristaldo no lugar de Roger Guedes. Mas foram os mineiros que continuaram dominando o jogo. Aos 25, Alisson mais uma vez limpou Fabiano com facilidade e rolou para Willian perder mais uma chance de ouro.

O Verdão só tentou crescer após os 35, mas sempre de forma desordenada ou em bolas aéreas. A velocidade de Gabriel Jesus e Dudu foram bem travadas pelos volantes do time azul de Minas e pouco pudera fazer tendo que buscar a bola muito atrás.

Com o controle das ações, o Cruzeiro só precisou manter a posse de bola até o juiz apitar e confirmar a segunda vitória consecutiva da Celeste no Brasileirão.