São Paulo vence o Grêmio por 1 a 0 em Porto Alegre e encerra jejum de quatro jogos sem vitória

  • Por Jovem Pan
  • 04/10/2014 18h16
PORTO ALEGRE, RS - 04.10.2014: BRASILEIRO/GRÊMIO x SÃO PAULO – O goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, converte pênalti - Partida entre Grêmio e São Paulo, válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol 2014, realizada na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, neste sábado.(Foto: Alexandre Mendez/Eleven/Folhapress)Rogério Ceni marca de pênalti e chega a 122 gols na carreira

O São Paulo foi a Porto Alegre para enfrentar o Grêmio e conseguiu voltar com os três pontos para a capital paulista. Após um jogo muito brigado, o tricolor paulista conseguiu o gol da vitória somente no segundo tempo, depois do árbitro marcar pênalti em Alan Kardec. Rogério Ceni cobrou e deu a vitória para o São Paulo.

O Grêmio ainda tentou empatar na pressão, mas não conseguiu. Após a penalidade marcada para o time paulista, os torcedores do time gaúcho reclamaram muito da arbitragem e essa reclamação se estendeu para o banco de reservas. Luiz Felipe Scolari foi expulso após esbravejar muito com o árbitro. Ao final da partida, a torcida do Grêmio gritou “vergonha”, em protesto a arbitragem de Felipe Gomes da Silva.

A vitória foi importante para o São Paulo, que se garantiu no G4 nessa rodada após ficar quatro jogos sem vencer no Brasileirão. Com o triunfo no confronto direto, o tricolor paulista foi a 46 pontos e permanece na 3º posição. Já o Grêmio continua na 5º colocação. Na próxima rodada, o São Paulo enfrenta o Atlético Paranaense, no Morumbi, às 19h30. O time gaúcho joga em casa contra o Sport, em Porto Alegre, às 22h

O jogo

O mandante da partida começou atacando o time do São Paulo. Logo aos três minutos, Luan recebeu linda bola de Dudu e invadiu a área. Ele finalizou e Rogério Ceni fez excelente defesa. No rebote, o próprio Luan chutou e Paulo Miranda tirou em cima da linha.

O São Paulo assustou o time do Grêmio com 21 minutos, quando Kaká cobrou escanteio e quase fez um gol olímpico, mas a bola pegou no travessão. Seria um golaço do camisa 8 do tricolor paulista.

Aos 32 minutos, o time da casa voltou a assustar. Fellipe Bastos pegou a sobra de fora da área e bateu forte. A bola foi rasteira e Rogério Ceni fez excelente defesa, com a ponta dos dedos, salvando o time do São Paulo. Logo em seguida, aos 34, o Grêmio chegou novamente. Após linda deixada de bola do jogador do time gaúcho, Zé Roberto entrou livre pela esquerda da área e finalizou forte. A bola desviou e encobriu Rogério Ceni, mas Edson Silva salvou em cima da linha.

O São Paulo chegou de novo aos 40, quando Hudson cruzou na área, Alan Kardec fez o corta-luz e Kaká bateu prensado. Ela passou com perigo, à direita do goleiro Marcelo Grohe.

O segundo tempo começou movimentado e quem abriu placar foi a equipe visitante. Aos oito minutos, após tabela de Alan Kardec com Kaká, o árbitro marcou pênalti de Rhodolfo no atacante do São Paulo. Rogério Ceni cobrou bem, no canto esqerdo do goleiro Marcelo Grohe, que acertou o canto, mas não conseguiu chegar. Foi o gol da vitória do São Paulo na Arena do Grêmio.

A partir desse momento, os torcedores do time gaúcho começaram a reclamar muito da arbitragem. Mas as reclamações não pararam nas arquibancadas e o técnico Felipão acabou sendo expulso do banco de reservas.

O Grêmio ainda tentou uma reação e partiu para cima do São Paulo, mas, de forma desorganizada, não conseguiu criar nenhuma chance de perigo. Zé Roberto ainda foi advertido com cartão amarelo após tentar cavar um pênalti no fim da partida. 

No fim do jogo, restou à torcida do Grêmio protestar contra a arbitragem do paranaense Felipe Gomes da Silva.