Brasil vence França no tie-break e aguarda definição de rival nas quartas do vôlei masculino

Jogo teve maior set das Olimpíadas até o momento, com 37 pontos brasileiros e 39 dos europeus; país deve duelar com Japão ou Irã

  • Por Jovem Pan
  • 01/08/2021 02h38
REUTERS/Carlos Garcia RawlinsBrasil ganhou da França no tie-break

Brasil e França tiveram um jogo acirrado no vôlei masculino de Tóquio na madrugada deste domingo, 1, decidindo a partida no tie-break e fazendo o set mais longo das Olimpíadas de 2020. A seleção brasileira oscilou, mas superou seus problemas e foi mais consistente que o forte rival europeu para vencer por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 37/39, 25/17, 21/25 e 20/18 após 2h50 de partida na Arena Ariake. Os atuais campeões olímpicos fecharam a primeira fase no Grupo B, o mais difícil da Olimpíada, com vitórias sobre Tunísia, Argentina e França e uma derrota para os russos. O adversário das quartas ainda será conhecido. Caso se confirme na vice-liderança, o que é provável, o Brasil vai enfrentar o terceiro colocado do outro lado, que será Japão ou Irã, times que se enfrentam ainda neste domingo.

O resultado, porém, foi o suficiente para que a equipe brasileira conseguisse escapar de um confronto duro com a Polônia, considerada como uma das favoritas para o pódio. Por pouco, o segundo set da partida, que durou 51 minutos e terminou com a vitória da França, não foi o mais demorado da história do vôlei masculino na Olimpíada. Em Sidney-2000, a Itália fez 40 a 38 na primeira parcial diante da Argentina. Em Tóquio, o Brasil busca a sua quinta final olímpica consecutiva. Em Atenas-2004, conquistou o ouro; em Pequim-2008 e Londres-2012, ficou com a medalha de prata; e no Rio-2016, o grupo brasileiro subiu ao degrau mais alto do pódio novamente.

*Com informações do Estadão Conteúdo