Seleção canadense feminina vence a Suécia nos pênaltis e conquista título inédito nas Olimpíadas de Tóquio

Nas cobranças, a goleira Labbé brilhou novamente, defendeu duas batidas e deu o título para o seu país

  • Por Jovem Pan
  • 06/08/2021 11h55 - Atualizado em 06/08/2021 12h08
EFE/EPA/FRANCK ROBICHONA seleção canadense foi campeã do futebol feminino nos Jogos de Tóquio

A seleção canadense feminina entrou para a história na manhã desta sexta-feira, 6, ao bater a Suécia nos pênaltis e ganhar o título olímpico inédito. Na grande final dos Jogos de Tóquio, as equipes ficaram no 1 a 1 no tempo regulamentar, não desempataram na prorrogação e levaram a decisão para as penalidades. Nas cobranças, a goleira Stephanie Labbé brilhou novamente, defendeu duas batidas e deu o título para o seu país. Assim, depois de ficar com o bronze nas últimas duas Olimpíadas, o Canadá entra para o seleto grupo de campeões do torneio. Estados Unidos, com quatro taças, Alemanha e Noruega são os únicos vencedores até o momento.

Suécia e Canadá fizeram um primeiro tempo bem equilibrado, com alternância no domínio das ações. Depois de um começo promissor das suecas, as canadenses igualaram criando boas chances. Ainda assim, quem abriu o placar foi a equipe europeia. Aos 34 minutos, Asllani cruzou da direita, e Blackstenius chutou de primeira, vencendo a goleira Labbé. No segundo tempo, as norte-americanas cresceram e chegaram à igualdade de pênalti. Após o auxílio do VAR, a experiente Fleming converteu. A partida seguiu indefinida e tensa até os minutos finais. Na prorrogação, o equilíbrio persistiu. Andersson chutou rente ao travessão, enquanto Huitema cabeceou para fora. Assim, a final foi para as penalidades. Nas batidas, Lawrence, Gilles e Leon perderam para o Canadá, que ficou a um gol de ficar com o vice. Labbé, porém, fez duas defesa e viu as suecas errarem em outras duas oportunidades, garantindo o título.

Confira AQUI o quadro de medalhas em tempo real