Dani Alves se compara a Benjamin Button antes de estreia no Brasil na Olimpíada de Tóquio

O lateral de 38 anos começará sua trajetória em Jogos Olímpicos a partir das 8h30 (de Brasília) desta quinta-feira, 22, quando a seleção enfrenta a Alemanha, em jogo válido pela primeira rodada e que marca o reencontro das finalistas da Rio-2016

  • Por Jovem Pan
  • 21/07/2021 05h41
Lucas Figueiredo / CBFDaniel Alves em entrevista coletiva antes da estreia do Brasil em Tóquio-2020

Daniel Alves, de 38 anos, começará sua trajetória em Jogos Olímpicos a partir das 8h30 (de Brasília) desta quinta-feira, 22, quando o Brasil enfrenta a Alemanha, em jogo válido pela primeira rodada e que marca o reencontro das finalistas da Rio-2016. O lateral direito do São Paulo, no entanto, se comparou a um personagem de cinema para mostrar como está bem fisicamente. Em entrevista coletiva, o veterano disse que é parecido com o protagonista do filme “O Curioso Caso de Benjamin Button”, que nasce idoso e rejuvenesce à medida que o tempo passa.

“Sou como o Benjamin Button. Vou de mais a menos. Poder estar aqui é muito especial para mim. Bati na trave duas vezes e, na terceira, aconteceu. Grato pela confiança e pelo trabalho feito em toda a carreira. Tenho o espírito muito jovem”, comentou Daniel Alves. “Independente da história que se tenha, a primeira vez sempre é especial. Estamos em igualdade de experiência na grande maioria, porque nunca participamos de um evento tão grande, gigantesco como esse. Por mais que tenha vivido coisas grandiosas e especiais, a primeira vez sempre tem o friozinho na barriga, o nervosismo bom, saudável. Espero estar a altura não só da competição, mas também da minha seleção”, completou.

Treinador da seleção, André Jardine admitiu que a equipe não está completamente preparada. “Percentualmente é difícil de mensurar (o quanto está pronta), mas com certeza é uma equipe ainda em construção. A gente teve que aproveitar os poucos treinamentos com o grupo completo, a estratégia foi entrosar ao máximo a equipe que a gente acha ideal”, analisou o comandante, que prevê um confronto difícil contra os alemães. “Para esse jogo, optamos por uma formação que vai nos oferecer bastante força na frente, um poder grande de marcação, entendemos que é a formação ideal para esse primeiro jogo, contra a Alemanha”, complementou o técnico, que deve lançar a campo um time com:Santos, Daniel Alves, Diego Carlos, Nino e Guilherme Arana; Douglas Luiz, Bruno Guimarães e Claudinho; Richarlison, Antony e Matheus Cunha.