Rebeca Andrade dá show, ganha a prata e se torna primeira brasileira a conquistar uma medalha na ginástica artística 

Ao todo, a brasileira somou 57.298 pontos, sendo 15.300 (salto), 14.666 (assimétricas), 13.666 (trave) e 13.666 (solo)

  • Por Jovem Pan
  • 29/07/2021 09h59 - Atualizado em 29/07/2021 14h31
Alberto EstévezRebeca Andrade brilhou ao som da música "Baile de Favela", de MC João

Rebeca Andrade é a primeira brasileira a conquistar uma medalha na ginástica artística em Jogos Olímpicos. Após a desistência de Simone Biles, que abandou a prova na qual era favorita por questões psicológicas, a atleta do Brasil deu show no individual geral feminino e ficou com a prata. Ao todo, ela somou 57.298 pontos, sendo 15.300 (salto), 14.666 (assimétricas), 13.666 (trave) e 13.666 (solo). A paulista só ficou atrás da norte-americana Sunisa Lee, dona do ouro na Tóquio-2020, com 57.433 pontos. A russa Vladislava Urazova terminou na terceira posição, com o bronze.

Melhor ginasta no salto, Rebeca Andrade apareceu na liderança da classificação geral nas duas primeiras parciais. Na trave, a brasileira foi ultrapassada por algumas adversárias, incluindo Sunisa Lee e Vladislava Urazova. A brasileira, porém, voltou ao pódio ao som da música “Baile de Favela”, do MC João, com uma boa apresentação no solo, apesar de dois deslizes. A prata mostra o poder de recuperação da atleta de 22 anos, que, em meados de 2019, rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho pela terceira vez em quatro anos – essas lesões a mantiveram fora de três dos quatro campeonatos mundiais que ela competiria. Rebeca, porém, permaneceu focada em Tóquio-2020, conseguindo um retorno forte no início do ano passado para um evento da Copa do Mundo classificatório para os Jogos.

Desta forma, o Brasil consegue a sua terceira medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, sendo as outras duas obtidas por Rayssa Leal e Kelvin Hoefler, ambos do skate street. O país ainda tem um ouro, conquistado pelo surfista Ítalo Ferreira, e três bronzes, com Daniel Cargnin e Mayra Aguiar, ambos do judô, e Fernando Scheffer, da natação. Com os sete pódios, o Time Brasil chega ao 17º lugar no quadro de medalhas. 

Rebeca Andrade foi medalha de prata no individual geral dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Rebeca Andrade exibe a bandeira do Brasil após sua conquista em Tóquio