Brasil é 60º no ranking internacional de educação; 76 países foram avaliados

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2015 13h39
Alunos e professora

O Brasil perdeu posições e aparece em 60º lugar em ranking mundial de educação divulgado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico.

Os cinco primeiros do ranking são países asiáticos: Cingapura, Hong Kong, Coreia do Sul, Japão e Taiwan.

Um dos objetivos do levantamento é oferecer aos países analisados a chance de comparar resultados em busca de pontos fortes e fracos dos sitemas educacionais.

Os números apresentados pelo ranking mostram a disparidade entre o Brasil e outros, principalmente os desenvolvidos, como argumenta o professor da Escola de Sociologia e Política de São Paulo, Paulo Silvino.

“Os anos de escravidão e exclusão geram uma massa populacional excluída que não teve acesso à educação”, avalia. “Você adentra o século XX com essa massa compondo os grandes grupos excluídos e pobres”.

Os estudantes foram avaliados pelo Programa Internacional de Avaliação de Alunos, o Pisa, que testa conhecimentos de leitura, matemática e ciências.

Os resultados oficiais do ranking serão apresentados na Coreia do Sul, durante o Fórum Mundial de Educação que vai acontecer semana que vem.

Informações do repórter JP Carlos Aros