Alex Periscinoto, ícone da publicidade brasileira, morre aos 95 anos vítima de complicações da Covid-19

Publicitário de 95 anos morreu na noite deste domingo, 18, ao lado de familiares em São Paulo; ele foi responsável por peças marcantes da propaganda brasileira

  • Por Jovem Pan
  • 18/01/2021 13h49
AlmapBBDO/Facebook/18.01.2021Alex Periscinoto morreu aos 95 anos

O publicitário Alex Periscinoto, referência na revolução da propaganda no país, morreu neste domingo, 17, aos 95 anos de idade, por complicações da Covid-19 na cidade de São Paulo. Fundador da agência Almap BBDO, o publicitário venceu por anos consecutivos o prêmio de 100 melhores comerciais do Brasil enquanto ainda comandava a empresa. No ano de 2000, ele fundou a SPGA Consultoria de Comunicação e ao longo da vida também trabalhou prestando consultoria de publicidade para empresas como Bradesco, Vale e ESPM. Um dos trabalhos da vida de Periscinoto, que é filho de imigrantes italianos e nascido na cidade de Mococa (SP), foi com a Volkswagen. Ele foi responsável pelo design das propagandas do veículo Fusca, febre nacional por décadas.

Nas redes sociais, a empresa Almap/BBDO lamentou a morte de Periscinoto considerado como um “profissional que ajudou não apenas a escrever a história da Almap, como de todo o nosso mercado, com muito talento, respeito e dedicação”. O corpo do publicitário, que deixa uma esposa, duas filhas, quatro netos e um bisneto foi velado em cerimônia íntima para a família no bairro do Morumbi nesta segunda-feira, 18. A reunião não foi aberta ao público por protocolos da pandemia do novo coronavírus. Uma missa, ainda sem data definida, deve ser celebrada por meio das redes sociais em memória do publicitário.