Alvos da Lava Jato, empresas são contratadas sem licitação para serviço em presídios do RJ

  • Por Jovem Pan
  • 25/12/2017 10h00
MÁCIO FERREIRA / AG. PARÁEmpresas que fornecerão comida para presídio não tiveram que passar por licitação

De acordo com a edição do Diário Oficial do Estado do RJ do dia 20 de dezembro, 13 empresas serão responsáveis por fornecer lanches e refeições para presídios do estado. A contratação, que soma R$ 192,2 milhóes, ainda dispensou licitação para as contempladas. A decisão foi do secretário estadual de Administração Penitenciária (Seap), Erir Ribeiro da Costa Filho.

Dessas 13, 10 são alvo de investigação, no RJ e em outros estados, por irregularidades no fornecimento de alimentação. Masgovi Indústria Comércio e Serviços e a Cor e Sabor Distribuidora de Alimentos Ltda. são investigadas pela força-tarefa da Lava Jato no Rio.

O Ministério Público do RJ já informou que irá investigar os motivos pelos quais não houve concorrência. Segundo o portal de notícias G1, as empresas não se manifestaram, assim como o Seap, que aguarda notificação do MP.