Anvisa faz reunião com agência inglesa sobre futuro da vacina de Oxford

O estudo com a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 foi interrompido após uma voluntária britânica apresentar reação adversa

  • Por Jovem Pan
  • 11/09/2020 17h26
EFE/EPA/DAN HIMBRECHTSEstudo da vacina da AstraZeneca foi interrompido

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se reuniu nesta sexta-feira (11) com a agência britânica responsável pela área de medicamentos e vacinas na Inglaterra para falar sobre o futuro dos testes com a vacina desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca com a Universidade de Oxford contra a Covid-19. O estudo foi interrompido após uma voluntária apresentar reação adversa. O evento adverso e sua relação com a vacina estão em investigação. As agências trocaram informações sobre o estudo.

A Anvisa vai receber os dados completos de avaliação da agência inglesa para aprofundar a análise sobre o evento adverso, segundo informou comunicado divulgado à imprensa. A agência brasileira também vai avaliar os dados do comitê independente de segurança que está acompanhando os testes da vacina de Oxford. O governo federal tem um acordo para produzir a vacina de Oxford no Brasil, pela Fiocruz. O imunizante é testado em algumas cidades brasileiras, entre elas São Paulo. O estudo é coordenado no país pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).