Após 5 meses, Hospital de Campanha do Ibirapuera vai ser fechado em 30 de setembro

Doria também anunciou que o Instituto Butantan vai ampliar a testagem da CoronaVac para mais 4 centros de pesquisa

  • Por Jovem Pan
  • 25/09/2020 13h14 - Atualizado em 25/09/2020 13h54
ReproduçãoO Estado de São Paulo tem nesta sexta 964.921 casos confirmados de Covid-19 e 34.877 óbitos

O governo do Estado de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (25) o fechamento do Hospital de Campanha do Ibirapuera no dia 30 de setembro, após cinco meses de atividades. De acordo com o governador João Doria, o declínio da pandemia permite o fechamento da unidade após atender 3.200 pacientes com 99% de boas avaliações. Ainda segundo Doria, todos os equipamentos do Ibirapuera serão doados para unidades de saúde pública e instituições assistenciais. Esse é o último Hospital de Campanha que ainda estava em funcionamento em São Paulo — a cidade também teve hospitais de campanha no Pacaembu, no Anhembi e na favela do Heliópolis. “Todos cumpriram bem a missão de salvar vidas”, completou.

O governador de São Paulo, João Doria, também anunciou que o Instituto Butantan vai ampliar a testagem da CoronaVac, potencial vacina contra a Covid-19 estudada em parceria com o laboratório Sinovac, para mais quatro centros de pesquisa. A vacina já é testada em 9 mil voluntários em doze centros de pesquisa em seis estados brasileiros. Agora serão 13 mil médicos e paramédicos que receberão as primeiras doses. Os centros que passam a integrar a lista agora estão em Barretos (SP), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT) e Pelotas (RS). O Estado de São Paulo tem nesta sexta 964.921 casos confirmados de Covid-19 e 34.877 óbitos. A taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 46,6% no Estado e em 45,3% na Grande São Paulo. Entre os números dos internados, 3.672 estão em UTI e 4.799 estão em enfermaria — entre casos confirmados e suspeitos.