Após notificação, Procon-SP vai exigir que carregadores de iPhone sejam disponibilizados pela Apple

Em nota, diretor-executivo do órgão, Fernando Capez, defende que ‘os carregadores deverão ser disponibilizados para os consumidores que pedirem’

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2020 19h07 - Atualizado em 02/12/2020 20h40
Technews

O Procon-SP notificou a empresa norte-americana Apple sobre a venda de novos modelos do aparelho celular iPhone sem carregadores. Na notificação, o órgão pediu que a empresa se explique e afirmou que irá exigir que os equipamentos sejam disponibilizados para os clientes que solicitarem. Em nota, o Procon diz que o carregador é essencial para a utilização do aparelho e que, “por se tratar de uma mudança significativa” na forma como o produto é vendido, a obrigação da Apple em comunicar os clientes era potencializada, o que não aconteceu, segundo análise do órgão. Em nota, o diretor-executivo do Procon, Fernando Capez, disse que “é incoerente fazer a venda do aparelho desacompanhado do carregador, sem rever o valor do produto e sem apresentar um plano de recolhimento dos aparelhos antigos, reciclagem etc.”. “Os carregadores deverão ser disponibilizados para os consumidores que pedirem”, defende o Procon.

Além deste ponto, o Procon diz que a alteração na forma de venda não mostra o ganho ambiental alegado pela empresa. “Ao deixar de vender o produto sem o carregador alegando redução de carbono e proteção ambiental, a empresa deveria apresentar um projeto de reciclagem. O Procon-SP irá exigir que a Apple apresente um plano viável”, disse o diretor-executivo. A nota do órgão termina dizendo que “a conduta da Apple será analisada pela diretoria de fiscalização e, caso sejam constatadas infrações à lei, poderá ser multada conforme prevê o Código de Proteção e Defesa do Consumidor”.