Bolsonaro comenta reforma ministerial: ‘Ninguém saiu por qualquer problema’

Nesta tarde, presidente confirmou que Onyx Lorenzoni vai para o Ministério da Cidadania e que o general Braga Netto assumirá a Casa Civil

  • Por Jovem Pan
  • 13/02/2020 19h46
GABRIELA BILÓ/ESTADÃO CONTEÚDOBolsonaro desejou boa sorte aos ministros

O presidente Jair Bolsonaro comentou, na transmissão ao vivo pelas redes sociais desta quinta-feira (13), o que chamou de “pequena reforma ministerial” no governo. Ele esclareceu que “ninguém saiu por qualquer problema” e desejou boa sorte ao deputado Onyx Lorenzoni, ao ex-ministro Osmar Terra e ao general Walter Souza Braga Netto.

Nesta tarde, Bolsonaro confirmou as mudanças. Agora, o Ministério da Cidadania será comandado por Lorenzoni, Osmar Terra (que ocupava o cargo) volta para a Câmara dos Deputados, e Braga Netto assumirá a Casa Civil. “Onyx tem um grande caminho pela frente. Osmar vai nos auxiliar na Câmara e cumprir uma missão lá”, afirmou.

Bolsonaro disse, ainda, que escolheu Braga Netto para chefiar a pasta pelo trabalho que ele fez pela segurança pública do Rio de Janeiro. O general ocupou cargos de comando na hierarquia do Exército e atuou como interventor militar no estado.

“Fez um grande trabalho, conseguiu aparelhar as Forças Armadas, diminuiu a criminalidade. Ele sai da parte bélica e vai para a burocracia. A missão mais difícil vai ser coordenar os ministros, buscar soluções, antecipar problemas”, disse.

O presidente lembrou, também, a ida do ex-ministro do Desenvolvimento Regional Gustavo Canuto para a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev). “Vai cumprir missão por livre e espontânea vontade”, completou.