Bolsonaro diz que “máscara” de Jean Wyllys caiu e defende impeachment de Dilma em protesto na capital paulista

  • Por Marina Ogawa/Jovem Pan
  • 12/04/2015 13h32
Jair Bolsonaro diz que JEan Wyllys é "intolerante"

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) falou com exclusividade a Jovem Pan Online sobre o vídeo postado em sua rede social em que o deputado Jean Wyllys troca de assento para não sentar perto dele. O incidente ocorreu no dia 07 de abril, em um voo do Rio de Janeiro para Brasília. O vídeo foi gravado pelo próprio deputado, que fez questão de mostrar seu cartão de embarque e o parlamentar na poltrona ao lado.

“Caiu a máscara dele. Se eu não gravo aquilo, ele teria tomado a mesma atitude e chegando em solo, ele me denunciaria na Câmara por tê-lo constrangido e ofendido, e eu estaria novamente respondendo mais um processo de cassação”, explicou.

Sobre a atitude do deputado em postar o vídeo na internet – este rendeu mais de 400 mil visualizações -, Bolsonaro afirmou: “uma boa imagem vale mais que um milhão de palavras”. O deputado do PP-RJ ainda chamou Wyllys de “intolerante” e afirmou que sempre esteve disposto a conversar. No entanto, ele disse que “conversar com ele [Wyllys], sobre o projeto que ele apoiava na Câmara, é impossível”.

Presente nas manifestações deste domingo (12) em São Paulo, o deputado Bolsonaro acusou, ainda, a presidente Dilma Rousseff de ser a maior beneficiária do esquema de corrupção da Petrobras. “Enquanto a Petrobras era esquartejada, tudo o que ela queria era provar algo dentro da Câmara”, disse.

Bolsonaro disse que é preciso lutar para tirar o Governo do poder de forma democrática e relatou ser a favor do impeachment. “Todas as forças caminhando unidas para o impedimento de Dilma. Acho que todo mundo é bem vindo. Quem está aqui hoje quer um Brasil livre e democrático”, finalizou.

Confira abaixo a entrevista completa: