Bolsonaro sobre Cid Gomes: ‘Não tenho habilitação para retroescavadeira’

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2020 20h18
Antônio Cruz/Agência BrasilPresidente questionou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, se o senador "havia agido corretamente"

O presidente Jair Bolsonaro ironizou nesta quinta-feira (20) a tentativa do senador licenciado Cid Gomes (PDT) de invadir um batalhão durante uma manifestação ontem, na cidade de Sobral, no Ceará. “Não tenho habilitação para retroescavadeira”, disse Bolsonaro quando falava sobre a construção de novas estradas no País.

Cid acabou sendo baleado pelos grevistas que estavam amotinados no local. Ele foi atendido no Hospital do Coração de Sobral e seu estado de saúde é estável. Ainda sobre o assunto, Bolsonaro questionou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, se o parlamentar “havia agido corretamente”.

“Aquele cara que subiu num trator e foi tentando empurrar o portão com crianças e mulheres. Agiu corretamente?”, perguntou. “Evidente que não presidente, é uma irresponsabilidade, um desequilíbrio, ato que colocou em risco a vida de várias pessoas. Quando você coloca sua vida em risco, tem direito à legítima defesa”, respondeu Onyx.

Bolsonaro também voltou a falar sobre o decreto que assinou nesta tarde que institui Garantia da Lei e da Ordem (GLO) em Fortaleza. O pedido foi feito pelo governador Camilo Santana (PT). “A decisão é minha e eu tenho responsabilidade nisso”, afirmou. No entanto, o presidente explicou que a sua “responsabilidade” seria para com “os homens e mulheres do Exército que vão pra lá”.

Ele reafirmou que falará com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para pedir que votem o projeto que institui o excludente de ilicitude para os militares que atuam nestas operações de GLO.