Bolsonaro sobre vídeo da reunião ministerial: Não falei Polícia Federal, falei PF

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2020 09h39 - Atualizado em 15/05/2020 09h40
Marcos Corrêa/PRApesar de confirmar que a transcrição divulgada pela AGU está correta, o presidente Jair Bolsonaro criticou a repercussão imprensa

Questionado por jornalistas, o presidente Jair Bolsonaro declarou mais uma vez, nesta sexta-feira (15), que não falou “Polícia Federal” no vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril. Segundo o ex-ministro Sergio Moro, a gravação mostrava o desejo do chefe do Executivo em interferir na corporação.

Há poucos dias, Bolsonaro disse que não citava a Polícia Federal no encontro de portas fechadas. Porém, a transcrição divulgada pela AGU, mostra o presidente falando que não recebe informações da “PF, inteligência das Forças Armadas e da Abin” e que “vai interferir e ponto final”.

“Duas letras: PF. Tem a ver com a Polícia Federal, mas é reclamação da PF no tocante ao serviço de inteligência. Espero que a fita se torne pública para que a analise correta venha a ser feita”, justificou.

“A interferência não é nesse contexto, não. É na segurança familiar. É bem claro. Segurança familiar. O que eu falei ali é no tocante da minha segurança física. Quem faz minha segurança não é PF e nem a Polícia Federal, é o GSI”, completou.

Apesar de confirmar que a transcrição divulgada pela AGU está correta, o presidente Jair Bolsonaro criticou a imprensa por “colocar frases soltas que não tem a ver com a verdade”.

“Eu sei que vocês estão na ponta da linha e passam para os editores o que escrevem. Mas espero que tudo o que falei na reunião de ministros seja liberado. É lamentável o comportamento da imprensa”, disse aos jornalistas.