Brasil bate 100 mil mortos e mais de 3 milhões de casos de Covid-19

De acordo com o Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas, foram registrados 905 óbitos e 49.970 infectados

  • Por Jovem Pan
  • 08/08/2020 19h02 - Atualizado em 08/08/2020 20h08
MINETO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOO estado mais afetado pela doença é São Paulo, com mais de 25 mil mortes e 621.731 casos

O Brasil atingiu neste sábado (8) 100.477 mortos pela Covid-19 e 3.012.412 milhões de casos confirmados do novo coronavírus. De acordo com o Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas, foram registrados 905 óbitos e 49.970 novos casos. O número de recuperados já é de 2.094.293 e são 817.642 os casos em acompanhamento .

O estado mais afetado pela doença é São Paulo, com mais de 25 mil mortes e 621.731 casos. O Rio de Janeiro é o segundo estado com mais mortes (14.070), na sequência surgem Ceará (7.951), Pernambuco (6.920), Pará (5.871) e Bahia (3.899). No mundo, foram confirmados 19.477.290 casos totais da Covid-19, além de 723.531 mortes, de acordo com os dados da Faculdade Johns Hopkins deste sábado.

O Brasil levou 48 dias para dobrar o número de mortes em decorrência da Covid-19. O número foi alcançado neste sábado, 8. A marca de 50 mil foi ultrapassada no dia 21 de junho — 101 dias após o primeiro caso fatal, em 12 de março. Segundo o coordenador de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência da Fiocruz, Rivaldo Venâncio, o Brasil deve enfrentar a pandemia por mais um largo período de tempo. Venâncio disse à Jovem Pan que está otimista em relação à vacina contra o novo coronavírus, mas não tem certeza quanto à capacidade dela de proteger a população. “Se ela não for suficiente para impedir a contaminação em 100% de novas infecções, que pelo menos os infectados desenvolvam uma forma mais branda da doença”, explica.