Brasil chega a 70% da população adulta com esquema vacinal completo contra a Covid-19

Mais de 90% dos adultos brasileiros acima de 18 anos já receberam ao menos a primeira dose de um imunizante

  • Por Jovem Pan
  • 28/10/2021 22h42
EVANDRO LEAL/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO Profissional da saúde aplica a vacina Vacinação levou a uma queda consistente no número de mortes e novos casos no país

O Brasil alcançou a marca de 70% da população adulta com esquema vacinal completo contra a Covid-19 nesta quinta, 28. O dado significa que 114 milhões de brasileiros com mais de 18 anos já receberam as duas doses dos imunizantes de Pfizer, CoronaVac ou AstraZeneca ou a dose única da Janssen. Nesta quinta, foram registradas 269.794 primeiras doses, 936.087 segundas, 4.387 doses únicas e 366.125 aplicações de reforço. Além disso, mais de 90% da população adulta já recebeu ao menos uma dose, conforme divulgado pelo governo federal na última quinta, 21. Em números considerando o total da população, o que inclui crianças que ainda não podem ser vacinadas ou adolescentes que receberam somente a primeira dose, o país tem 72,32% da população com uma dose (154.265.235 pessoas) e 53,56% com esquema vacinal completo.

Com os números, o Brasil supera os Estados Unidos, que tem 69% da população adulta completamente vacinada, segundo dados do Centro de Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês) – após um período com alta aplicação de doses, o país da América do Norte estacou por conta da resistência da população a receber um imunizante. A vacinação causou uma queda consistente no número de mortes e de novos casos registrados entre os brasileiros: nesta quinta, também foram registrados 399 mortes por Covid e 15.054 casos da doença. As médias móveis semanais agora são de 337 mortes por dia e de 11.986 infecções diárias – no auge da pandemia, em março e abril de 2021, a média passou de três mil mortes e 100 mil novos casos por dia. No total, 607.125 brasileiros perderam a vida desde o início da pandemia e a 21.780.474 foram infectados pelo coronavírus.