Brasil registra maior média de mortes por Covid-19 desde agosto

Em novo boletim, o Conass informou que foram contabilizados 493 novos óbitos nas últimas 24 horas; Ceará, Rio de Janeiro e São Paulo não atualizaram seus dados

  • Por Jovem Pan
  • 04/02/2022 20h44 - Atualizado em 04/02/2022 20h46
ANTONIO MOLINA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO Cemitério da Vila Formosa País vive novo momento de alta no número de casos e mortes pela doença

Vivendo um momento de avanço da Covid-19 e da Variante Ômicron, o Brasil registrou a maior média móvel de mortes pela doença desde agosto de 2021. Segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta sexta-feira, 4, a média móvel subiu par 659, se tornando a maior desde 31 de agosto, quando os indicadores apontaram uma média de 667 mortes por dia. A média móvel de casos registrou uma ligeira queda, indo para 177.289 nos últimos sete dias. Nas últimas 24 horas, foram contabilizadas 184 mil novas infecções e 493 novos óbitos causados pela Covid-19. Vale mencionar que o boletim de hoje não contém dados atualizados de São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará, que não enviaram as atualizações hoje. Desde o início da pandemia, o Brasil já contabilizou 26,2 milhões de casos e 630 mil mortes provocadas pelo coronavírus. Os indicadores mostram que a tendência ainda é de alta, com a taxa de mortalidade subindo para 300 a cada 100 mil habitantes e a de incidência aumentando para 12.503,5 a cada 100 mil habitantes.