Brasil registra 75 mil casos e 1.800 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

Brasil é o terceiro país com mais casos de Covid-19, atrás dos Estados Unidos, com 28,8 milhões, e da Índia, com 11,1 milhões, e o segundo com mais mortos pela doença, sendo superado apenas pelos EUA

  • Por Jovem Pan
  • 05/03/2021 20h54
EFE/ Antonio Lacerda Diversas regiões estão restringindo as atividades

Vivendo o ápice da pandemia de Covid-19, o Brasil voltou a registrar um número alto de casos e mortes causadas pela doença. Nas últimas 24, foram contabilizados 75.495 novas infecções e 1.800 novos óbitos. Com isso, o total de infectados pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) e suas variantes chegou a 10.869.227 enquanto o número de vítimas fatais chegou a 262.770. Tais números colocam o Brasil como terceiro país com mais casos de Covid-19, atrás dos Estados Unidos, com 28,8 milhões, e da Índia, com 11,1 milhões, e o segundo com mais mortos pela doença, sendo superado apenas pelos EUA, que somam 522 mil mortes desde o início da pandemia. Os dados foram divulgados pelo Conselho Nacional  de Secretários de Saúde (CONASS) através de atualização realizada às 18h desta sexta-feira, 5.

Os indicadores seguiram as tendências dos últimos dias. O único que se manteve estável foi a taxa de letalidade, que seguiu em 2,4%. A taxa de mortalidade aumentou para 125 a cada 100 mil habitantes. Outro indicador que aumentou nesta atualização foi a taxa de incidência da Covid-19 no Brasil, que chegou a 5.172,2 a cada 100 mil habitantes. A atualização foi feita no último dia antes da regressão do Estado de São Paulo à fase vermelha do plano de flexibilização das atividades. Com a medida, apenas serviços essenciais, como mercados e farmácias poderão funcionar. Simultaneamente, acontecem as tratativas para a retomada do auxílio emergencial, que deverá ser pago em quatro parcelas com valores ainda não confirmados.