Casos confirmados de coronavírus sobem para 25 no Brasil

Deste total, quatro possuem transmissão local e 21 são considerados importados. O Ministério da Saúde investiga ainda outros 663 casos suspeitos de Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 08/03/2020 13h57 - Atualizado em 08/03/2020 17h45
RÔMULO MAGALHÃES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOJá no Rio, o terceiro caso é uma mulher de 42 anos que acompanhou a paciente do caso confirmado neste sábado em viagem à Itália

O Ministério da Saúde informou neste domingo (8) que o número de infectados no Brasil subiu para 25. Destes, 16 estão concentrados no Estado de São Paulo, três no Rio de Janeiro, dois na Bahia, um no Espírito Santo, um em Minas Gerais, um em Alagoas e um no Distrito Federal. Do total, quatro possuem transmissão local e outros 21 são considerados importados.

A pasta ainda informa que 663 casos são investigados como suspeitos e outros 632 já estão descartados como Covid-19.

Ainda neste domingo, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-DF) informou que a paciente do Distrito Federal, confirmada com SARS-Cov-2 neste sábado, apresentou “discreta melhora do quadro respiratório”. No entanto, ela segue em estado grave.

“O estado dela ainda é grave, e segue com suporte ventilatório e hemodinâmico, sob cuidados intensivos da equipe multidisciplinar e com todo suporte técnico-científico”, disse o boletim. A mulher está internada em isolamento na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), do Hospital Regional da Asa Norte.

Rio de Janeiro

Já no Rio, o terceiro caso é uma mulher de 42 anos que acompanhou a paciente do caso confirmado neste sábado (7) em viagem à Itália.

“Ela já estava sendo monitorada por profissionais da Vigilância da SES, em parceria com o órgão municipal. O estado de saúde da nova infectada é estável e ela está em isolamento domiciliar.”, disse o boletim divulgado nesta manhã pela Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ).

Ainda de acordo com a pasta, a paciente confirmada com coronavírus neste domingo não houve necessidade de realização de contraprova. “Nesse caso, não houve necessidade de contraprova pelo laboratório de referência. Isso se deu porque o mesmo laboratório já havia confirmado o caso de ontem. Portanto, se habilitando para diagnósticos do novo vírus”, informou.