Cidade de SP tem 24 casos de ‘flurona’, infecção simultânea por Covid-19 e influenza

Todos os pacientes internados com Síndrome Respiratória Aguda Grave no município estão sendo testado para as duas doenças e monitorados

  • Por Jovem Pan
  • 04/01/2022 15h09
MISTER SHADOW / ASI / ESTADÃO CONTEÚDO Hospitais começam a desmobilizar leitos de UTI 'Flurona' é o nome dado para a coinfecção por influenza e Covid-19

A cidade de São Paulo registrou nesta terça-feira, 4, 24 casos de “flurona“, uma infecção simultânea por influenza e Covid-19. A coinfecção foi detectada pela primeira vez no dia 2 de janeiro, quando uma jovem grávida testou positivo para as duas doenças em Israel. No dia seguinte, um paulistano recebeu o mesmo diagnóstico. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, desde 2020, amostras de todos os casos de Síndrome Respiratórias Agudas Grave (SRAG) hospitalizados são coletadas para pesquisa do vírus influenza e SARS-CoV-2.

“Dados do Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe) indicaram 24 registros de SRAG com coinfecção de influenza e Covid-19, considerando a metodologia RT-PCR detectável para ambos os vírus”, diz nota da secretaria, que acrescenta que todos os casos estão sendo monitorados por meio de um “painel viral” dos hospitalizados. No Hospital Municipal da Brasilândia, voltado para o acolhimento e tratamento dos casos de SRAG, há 121 pacientes internados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 164 em leitos de enfermaria. Até esta segunda-feira, 3, a cidade de São Paulo contabilizava 1.577.632 infecções e 39.535 óbitos pela Covid-19.