Contas de luz ficarão mais baratas em janeiro de 2021, afirma Aneel

A Agência Nacional de Energia Elétrica explicou que a previsão hidrológica para o próximo mês indica elevação no nível dos principais reservatórios das usinas hidrelétricas

  • Por Jovem Pan
  • 23/12/2020 20h49 - Atualizado em 23/12/2020 21h03
Divulgação/Portal BrasilCom a previsão de chuvas em janeiro, haverá redução na taxa adicional cobrada nas contas de luz

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta quarta-feira, 23, que acionará bandeira amarela no próximo mês. Dessa forma, os consumidores vão continuar pagando um custo adicional em suas contas de luz, mas o valor será inferior ao de dezembro, quando foi acionada bandeira vermelha. Dessa forma, em janeiro a taxa extra será de R$ 1,343 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos, contra os R$ 6,243 praticados atualmente. A agência explicou que a previsão hidrológica para o primeiro mês de 2021 sinaliza elevação nos níveis dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN), o que possibilita o aumento na produção de energia nas usinas hidrelétricas. Em nota, a Aneel reforçou, no entanto, as ações relacionadas ao uso consciente e ao combate ao desperdício de energia.

As bandeiras tarifárias foram criadas em 2015 para sinalizar ao consumidor o custo da geração de energia elétrica no Brasil. Na prática, as cores e modalidades – verde, amarela ou vermelha – indicam se haverá ou não cobrança extra nas contas de luz. Neste ano, o sistema voltou a vigorar em 1º de dezembro. O mecanismo havia sido suspenso em maio por conta da pandemia do novo coronavírus, mas as condições atuais de geração não permitiram manter as contas sem cobrança adicional.

*Com informações do Estadão Conteúdo