Brasil se aproxima das 190 mil mortes por Covid-19

Nas últimas 24 horas, país registrou 961 mortes e 46.696 novos casos da doença

  • Por Jovem Pan
  • 23/12/2020 19h29 - Atualizado em 23/12/2020 20h15
Ricardo Moraes/ReutersEstado de São Paulo segue sendo o primeiro no número de casos (1.409.140) e de mortes (45.576)

Nas últimas 24 horas o Brasil registrou 961 mortes e 46.696 novos casos da Covid-19, segundo levantamento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde – Conass. Ao todo, o país já soma 189.220 óbitos e 7.365.517 contaminações pela doença desde o início da pandemia, em março. Seguindo a tendência dos últimos dias, a marca de 190 mil mortes deve ser ultrapassada nesta quinta-feira, 23. O estado de São Paulo segue sendo o primeiro no número de casos (1.409.140) e de mortes (45.576), seguido do Rio de Janeiro que apresenta 414.344 contaminações e 24.773 óbitos. Na corrida das vacinas contra a Covid-19, o governo de São Paulo afirmou que a CoronaVac, imunizante desenvolvido pelo laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, é confiável, mas que só irá apresentar os resultados dos testes em 15 dias.

Segundo o diretor do Butantan, Dimas Covas, a farmacêutica chinesa pediu que o parceiro brasileiro encaminhasse os dados para que eles sejam computados e apresentados de forma conjunta com testes realizados em outros países. “Vamos, em princípio, respeitar essa data, mas acreditamos piamente que será adiantada. Não tenho dúvidas que, nesse momento, estamos falando de uma vacina mundial. A Sinovac tem compromisso com vários países, além do Butantan, e a apresentação desses dados pode servir para apresentação do registro em outros países”, afirmou. Apesar do hiato, os representantes do governo paulista afirmaram que o cronograma para início da vacinação em 25 de janeiro está mantido.