Damares diz que Brasil não fará intervenções na Venezuela

  • Por Jovem Pan
  • 25/02/2019 11h04 - Atualizado em 25/02/2019 11h04
EFE"Brasil apela à comunidade internacional a somar-se ao esforço de libertação da Venezuela", diz ministra em reunião da ONU

A ministra Damares Alves afirmou que o Brasil não realizará intervenções no ditadura de Nicolás Maduro, mas continuará enviando ajuda humanitária à Venezuela em parceria com o presidente interino Juan Guaidó.

A titular da pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos expressou a preocupação do Brasil com as “graves e persistentes violações dos direitos humanos cometidas pelo regime ilegítimo do ditador Maduro” na abertura  da 40ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Intensificada desde a última quinta (21), a crise com a Venezuela ficou marcada no fim de semana com o fechamento das fronteiras do país com Brasil e Colômbia para impedir a entrada de ajuda humanitária.

“O Brasil apela à comunidade internacional a somar-se ao esforço de libertação da Venezuela, reconhecendo o governo legítimo de Guaidó e exigindo o fim da violência das forças do regime contra sua própria população”, declarou Damares.

Com Agência EFE