Definição sobre embaixada deve acontecer após o retorno de Bolsonaro, diz Eduardo

O líder do PSL na Câmara foi indicado pelo presidente para assumir a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos há três meses. Nesta terça-feira, Bolsonaro chegou a mencionar o nome diplomata Nestor Foster para o posto

  • Por Jovem Pan
  • 22/10/2019 18h05
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilO presidente Jair Bolsonaro e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)

Após o presidente Jair Bolsonaro afirmar, nesta terça-feira (22), que poderá indicar o diplomata Nestor Foster para assumir a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou que ainda não há definição sobre o tema.

Em entrevista ao jornalista da Jovem Pan José Maria Trindade, o parlamentar e líder do PSL na Câmara disse que “as águas ainda estão passando por debaixo dessa ponte”, em referência à sua nomeação para a embaixada, que vem sendo ventilada há três meses.

Na época, o governo chegou a consultar os Estados Unidos sobre a indicação de Eduardo, que deu sinal verde.

Ao ser questionado se havia desistido de assumir o posto, Eduardo garantiu que não e afirmou que aguarda o retorno do pai, que está em viagem pela Ásia e Oriente Médio, para conversarem sobre o tema. O presidente retorna ao Brasil no dia 31.

“Chegaram a fazer essa conjectura devido a uma fala do presidente Bolsonaro em que ele falou que a decisão é minha. Então, na verdade, as águas ainda estão passando por debaixo dessa ponte. Eu espero que ele retorne da viagem à Ásia pra conseguir bater um papo com ele”, disse o deputado.

Antes de assumir, no entanto, Eduardo precisaria ser sabatinado no Senado. Os novos capítulos da crise interna no PSL, que resultou na aprovação de Eduardo para a liderança do partido na Câmara, acabaram deixaram o assunto em segundo plano.