‘Dia triste para quem é honesto’, diz Eduardo Bolsonaro sobre soltura de Lula

  • Por Jovem Pan
  • 08/11/2019 21h01
Matheus Bonomi/Estadão ConteúdoO deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)

No dia em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi solto pela Justiça Federal, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) classificou a data como um “grande dia para a impunidade”.

Pelo Twitter, Eduardo comentou a decisão da Justiça, que se deu após o Supremo Tribunal Federal (STF) firmar entendimento pelo fim da prisão após condenação em segunda instância por 6 votos a 5, durante sessão nesta quinta-feira (7).

“Hoje é um dia muito triste para quem trabalha, para quem é honesto nesse país porque se dá o recado de que o crime compensa e se você for político aí que você fica blindado de qualquer tipo de punição”. disse o filho do presidente Jair Bolsonaro nesta sexta (8).

Para Eduardo, o momento é de “canalizar essa energia para aprovar a PEC que vai colocar na Constituição a prisão em segunda instância”. Ele também garantiu que vai “trabalhar para aprovar isso [a PEC] da maneira mais rápida possível” para, de acordo com o parlamentar, “conter essa saída de bandidos da cadeia”.

O parlamentar disse ainda que percorrer o Brasil “em torno de um movimento liberal conservador é um antídoto contra essa ideologia doentia”, mas que a curto prazo, deve trabalhar pela aprovação da PEC que garante a prisão após condenação em segunda instância.