Doria pede investigação policial de autor de vídeo que ameaça Lula de morte

Segundo comunicado, o governador ligou para a deputada federal Gleisi Hoffmann, presidente do PT, após receber uma carta denunciando a ameaça

  • Por Jovem Pan
  • 15/03/2021 21h51
ANTONIO MOLINA/ZIMEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOGovernador afirmou não ser favorável à agressões e disse que condena a “violência política”

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB) pediu a investigação policial de um homem que gravou um vídeo ameaçando o ex-presidente Lula.  Segundo comunicado emitido pelo governo do Estado, o tucano telefonou para a deputada federal Gleisi Hoffmann, presidente do PT, depois de ter recebido uma carta que denunciava uma ameaça contra o ex-presidente. A nota diz ainda que o governador assistiu o vídeo que continha a ameaça ao petista. Na mesma nota, o governador afirmou não ser favorável à agressões e disse que condena a “violência política”. “Doria entende que não será à base de ameaças, agressões ou tiros, que o Brasil encontrará o caminho da paz, equilíbrio e respeito pela democracia e pelo contraditório. A condenação da violência política é uma regra imutável da democracia”, diz o comunicado.  No vídeo em questão, um homem armado com uma pistola e equipamento de tiro ordena que Lula devolva R$ 84 bilhões que o ex-presidente teria roubado do fundo de pensão dos trabalhadores e diz para o petista não “transformar o país em uma Venezuela“.

Confira o vídeo da ameaça contra Lula: