Estado de São Paulo registra 1.209 mortes por Covid-19 em um dia e bate recorde

Número de óbitos causados pela doença nas últimas 24 horas é o maior desde o início da pandemia do novo coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 30/03/2021 12h00
RONALDO SILVA FUTURA PRESS ESTADÃO CONTEÚDOMovimentação de pacientes no Hospital São Paulo, na Zonal Sul, que enfrenta lotação devido ao aumento no número de casos de Covid-19

O Estado de São Paulo registrou nesta terça-feira, 30, o maior número de óbitos diários por Covid-19 desde o início da pandemia do novo coronavírus. Só nas últimas 24 horas, 1.209 pessoas perderam as suas vidas por causa da doença e 21.360 novas infecções foram reportadas. Até então, o maior registro de mortes em um único dia havia sido de 1.193 na última sexta-feira, 27. Esta é a quarta vez que o estado ultrapassa mil mortes registradas em 24 horas, sendo que a média móvel está em 696, um aumento de 65% em relação há duas semanas atrás. Até segunda-feira, 29, havia 31.041 pessoas internadas em todo o estado, sendo 18.095 pacientes em enfermaria e 12.946 pacientes em unidades de terapia intensiva. Dessa forma, a taxa de ocupação dos leitos de UTI são de 92,3% no Estado e de 92,6% na Grande São Paulo.

Assim como a maior parte do território brasileiro, São Paulo está enfrentando o pior momento da pandemia. Para conter a sobrecarga dos hospitais e também frear o aumento de novos casos e mortes pelo coronavírus, o governador João Doria (PSDB) decidiu prorrogar a Fase Emergencial do Plano São Paulo até o dia 11 de abril, com a manutenção das restrições mais rígidas. O estado totaliza 73.492 mortes e 2.446.680 casos de Covid-19 desde o início do surto no Brasil. Entre os recuperados estão 2.106.294 pessoas, sendo que 245.595 delas estiveram internadas e receberam alta hospitalar.