Governo anuncia mudanças para classificação de fases no Plano São Paulo

A informação foi dada em entrevista coletiva nesta segunda-feira (27)

  • Por Jovem Pan
  • 27/07/2020 13h22 - Atualizado em 27/07/2020 14h42
EFE/ Sebastiao MoreiraA fase Verde prevê que não tenha restrição de horários nos segmentos liberados -- apenas relacionadas a capacidade e aglomerações

O governo do Estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (27) uma recalibragem nos critérios para mudanças de fase no Plano São Paulo. As principais mudanças são a implementação de regras que geram maior estabilidade para a transição de fases, novas regras de capacidade do hospital para redirecionar leitos ociosos no Estado e uma régua indicadora de internações e óbitos. Para evoluir ou regredir para alguma das cinco fases do Plano São Paulo, são levados em conta a ocupação dos leitos de UTI, a quantidade de leitos para Covid-19 em relação ao número de habitantes e a variação do número de casos, internações e óbitos. Agora, as regiões com taxa de ocupação abaixo de 75% dos leitos de UTI para a Covid-19 podem entrar na Fase 4- Verde, enquanto o índice anterior era menor que 60%. Essa mudança permite que os municípios façam o remanejamento dos leitos exclusivos para pessoas infectadas pelo novo coronavírus para outros pacientes, sem mudarem de fase.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, foi adicionada uma margem de 2,5 pontos percentuais nos critérios móveis e de 0,1 para os critérios absolutos — o indicador vale para cima ou para baixo em ambos os casos. Quanto à taxa de ocupação dos leitos de UTI nos últimos 7 dias, na transição da fase Vermelha para Laranja o limite continua o mesmo. Das fases Laranja para Amarela agora a transição acontece com 75% em vez de 70%.

Da Amarela para Verde, o Centro de Contingência deve aprovar na próxima terça-feira (28) se mantém o limite como a fase Laranja ou se adiciona uma folga de 5%. “Nenhuma região vai avançar para a Fase 4 – Verde se não alcançar menos de 40 internações a cada 100 mil habitantes e 5 óbitos também para 100 mil habitantes”, completou Patrícia. Uma nova atualização do Plano São Paulo está prevista para o dia 7 de agosto. Ela acrescentou que, se a reclassificação fosse hoje, provavelmente apenas a região de Sorocaba avançaria.

A fase Verde prevê que não tenha restrição de horários nos segmentos liberados — apenas relacionadas a capacidade e aglomerações. Atualmente, de acordo com a classificação divulgada na última sexta-feira (24), nenhuma das Diretorias Regionais de Saúde do Estado estão classificada como Verde — todas estão em Vermelho, Laranja ou Amarelo. Existe ainda a Fase 5 – Azul, que só deve ser alcançada após a disponibilização de uma vacina.