Governo de São Paulo pagará R$ 1 mil para manter alunos na escola

Medida foi anunciada pelo governador João Doria (PSDB) e visa diminuir a evasão escolar no ensino médio

  • Por Jovem Pan
  • 19/08/2021 18h59 - Atualizado em 19/08/2021 20h16
Paulo Liebert/Estadão ConteúdoGoverno irá investir R$ 400 milhões no programa, sendo R$ 100 milhões ainda em 2021 e R$ 300 milhões em 2022

O governo do Estado de São Paulo anunciou o lançamento do Bolsa do Povo Educação, programa que prevê o pagamento de R$ 1 mil por ano letivo para os alunos que se mantiverem na escola. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) e visa diminuir a evasão escolar no ensino médio. De acordo com o mandatário, o governo irá investir R$ 400 milhões no programa, sendo R$ 100 milhões ainda em 2021 e R$ 300 milhões em 2022. O pagamento do benefício será condicionado a uma presença mínima de 80% e a dedicação de 2 a 3 horas de estudos pelo aplicativo Centro de Mídias SP (CMSP). Além disso, estudantes da 3ª série do Ensino Médio deverão participar de atividades preparatórias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

No anúncio, Doria disse que o programa ajudará os jovens a terem chances de “viver melhor”. “Quero ratificar a importância dessa iniciativa para combater a evasão escolar. Cinco milhões de crianças deixaram a escola em 2020 no Brasil. Isso é um deserto para o futuro do Brasil. Pessoas sem ensino não reagem, se tornam dependentes. E é isso o que nós não queremos. Queremos crianças e jovens que tenham, pelo ensino, a oportunidade de viver melhor”, afirmou Doria. As inscrições para o programa poderão ser realizadas entre 30 de agosto e 10 de setembro pelo site.