Homem que ejaculou em mulher em ônibus é preso por novo ato obsceno

  • Por Jovem Pan
  • 02/09/2017 10h29 - Atualizado em 02/09/2017 13h16
Reprodução/TV Globo Diego Ferreira de Novais ao deixar delegacia após ejacular em passageira de ônibus na última terça (29)

Diego Ferreira de Novais, de 27 anos, que havia ejaculado em uma mulher dentro de ônibus na última terça (29), foi preso novamente na manhã deste sábado (02) por suspeita de ato obsceno em coletivo na Av. Brigadeiro Luís Antônio, 2.500.

Ele estaria tentando abusar novamente de uma passageira, tentando encostar o órgão genital nela. Diego ficou de pé no corredor do ônibus vazio enquanto a vítima estava sentada.

Ouça o relato da Tenente Stefany Cantoia, do 78º Distrito Policial, em entrevista ao repórter Jovem Pan Vitor Brown sobre o ocorrido:

“O indivíduo entrou no ônibus, se posicionou ao lado da senhora que estava sentada e começou a manipular seu órgão genital, passando nela. Ela percebeu, mas ele a segurou e não deixou ela sair. Ela gritou e pediu para o ônibus parar. Ele saiu, o ônibus parou, até a chegada da equipe (da polícia) no local”, diz a tenente. “Ele afirma que sofre de problema mental necessita de tratamento”.

Ele foi levado novamente ao 78º Distrito Policial e deverá passar por nova audiência de custódia. Na terça-feira, Diego tinha sido solto pois o juiz não conseguiu enquadrar o caso no tipo penal que define o estupro. Teria havido apenas a contravenção penal de importunação ofensiva ao pudor, cuja pena é apenas uma multa.

Segundo o delegado Rogério de Camargo Nader, que atendeu o caso deste sábado, não houve desta vez tentativa de linchamento de Diego. Ele diz que vai pedir a prisão preventiva à Justiça. Caso o pedido seja negado, Nader pedirá tratamento psiquiátrico a Diego.

Diego de Novais já tem mais de 15 registros policiais contra si de crimes sexuais, desde assédio ao estupro consumado.

Semana é marcada por ataques a mulheres que levantam debate sobre lei

  • Tags: