Hospitais privados registram queda de 20% na ocupação de UTIs em comparação a março

Na época, instituições de saúde associadas à Anahp tiveram ocupação de 97% dos leitos de UTI e 89,6% nos de internação, índices que diminuíram para 76,56% e 70,29% em junho

  • Por Jovem Pan
  • 06/07/2021 15h29 - Atualizado em 06/07/2021 17h21
Sandro Pereira/Estadão ConteúdoDiretor da Anahp associa queda na ocupação com aumento da vacinação

Dados divulgados pela Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) mostram que unidades particulares de saúde encerraram o mês de junho com queda na ocupação de leitos de UTI destinados a pacientes com Covid-19. A observação foi feita com base na comparação de dados do mês de março de 2021, quando aconteceu o pico da pandemia. Na época, hospitais que são associados à Anahp registraram uma ocupação de 97% dos leitos de UTI e 89,6% nos de internação. Em junho, as taxas ficaram em 76,56% (queda de 20,44%) e 70,29% (queda de 19,31%). Os indicadores de ocupação de UTIs começaram a apresentar queda em abril, seguindo a tendência nos meses seguintes. A taxa de internação também diminuiu em abril, mas registrou um leve aumento em maio, voltando a cair em junho. Em nota, a Associação afirmou que a queda nos indicadores acompanha o crescimento da imunização no Brasil. “Apenas com a vacinação poderemos reduzir o número de casos graves que exigem internação, muitas vezes em leitos de UTI, e que podem até ser fatais. Mesmo com a melhora do cenário, a pandemia não acabou e ainda há muito a ser feito”, afirmou Antônio Britto, diretor-executivo da Anahp.