Bolsonaro volta a defender cloroquina: ‘Sou a prova viva que deu certo’

Em visita ao Pará, presidente ressaltou que destinou mais de R$ 2 bilhões para a região no combate à Covid

  • Por Jovem Pan
  • 13/08/2020 11h56 - Atualizado em 13/08/2020 11h58
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDOBolsonaro lembrou que destinou mais de 2 milhões de máscaras para o Pará, 400 mil kits para testes e 400 respiradores

O presidente da República Jair Bolsonaro voltou a defender o uso da hidroxicloroquina e da cloroquina como tratamento profilático para a Covid-19, mesmo sem comprovação científica da eficácia do medicamento. Em visita ao Estado do Pará, Bolsonaro ressaltou que destinou mais de R$ 2 bilhões para a região no combate ao novo coronavírus e mais de 400 mil unidades da hidroxicloroquina para tratamento precoce da população. “Eu sou a prova viva que deu certo”, disse.

Jair Bolsonaro destacou que muitos médicos defendem o tratamento não comprovado. “Sabemos que mais de 100 mil pessoas morreram. Caso tivessem sido tratadas lá trás, essas mortes poderiam ter sido evitadas. Aqueles que criticaram a cloroquina não apresentaram alternativas.” O presidente ainda lembrou que destinou mais de 2 milhões de máscaras para o Pará, 400 mil kits para testes e 400 respiradores — além de centenas de médicos para colaborar com o sistema local.