Mãe de Henry Borel é diagnosticada com Covid-19 e internada em hospital penitenciário

Presa desde 8 de abril, Monique Medeiros foi encaminhada à unidade de saúde após apresentar sintomas da doença

  • Por Jovem Pan
  • 20/04/2021 10h52 - Atualizado em 20/04/2021 16h51
Imagem: Reprodução/Instagram @henryborelmedeirosMonique, que é acusada de ser uma das responsáveis pelo falecimento do filho de oito anos, está presa temporariamente desde o dia 8 de abril

A mãe do menino Henry Borel, Monique Medeiros, foi diagnosticada com a Covid-19 nesta terça-feira, 20, após ser encaminhada do Hospital Penal Hamilton Agostinho, localizado no complexo de Gericinó, em Bangu. Monique, que é acusada de ser uma das responsáveis pelo falecimento do filho de oito anos, está presa temporariamente desde o dia 8 de abril. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado do Rio de Janeiro, Monique foi encaminhada ao centro de atendimento de saúde após apresentar sintomas da doença. Agora, com diagnóstico positivo, ela “seguirá internada para fazer o acompanhamento médico”.

Anteriormente, Monique Medeiros já tinha sido encaminhada ao Hospital Penal Hamilton Agostinho. Ela foi levada ao local em 12 de abril, depois que passou mal dentro do Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói. Na ocasião, a Secretaria de Administração Penitenciária informou que a professora teve diagnóstico para infecção urinária. O resultado positivo para a infecção pelo coronavírus acontece em um momento que os advogados tentam garantir um segundo depoimento para a acusada. De acordo com a defesa, a mãe do menino Henry teria “muito a esclarecer” sobre o ocorrido. “A defesa observou, do estudo dos novos elementos do inquérito, que há repetição de um comportamento de padrão de violência contra mulheres e crianças. Neste lamentável caso, a diferença foi a morte da criança”, diz nota enviada à imprensa. Após diagnóstico positivo, ainda não há confirmação se a defesa seguirá com o pedido de nova oitiva.