Mãe do presidente Jair Bolsonaro morre aos 94 anos em São Paulo

Anúncio foi feito pelas redes sociais; chefe do Executivo retorna do Suriname neste momento para participar do enterro e deve chegar por volta das 13 horas

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2022 06h34 - Atualizado em 21/01/2022 14h53
Reprodução/Twitter/@jairbolsonaro Olinda Bolsonaro, mãe de Jair Bolsonaro Olinda Bolsonaro e seu filho Jair

A mãe do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), Olinda Bonturi Bolsonaro morreu na madrugada desta sexta-feira, 21. Ela estava internada desde a última segunda-feira, 17, no Hospital São João, em Registro, no Estado de São Paulo. A informação foi divulgada pelo próprio presidente nas suas redes sociais, mas a causa da morte ainda não foi apontada. “Com pesar o passamento da minha mãe querida. Que Deus a acolha em sua infinita bondade. Nesse momento, me preparo para retornar ao Brasil”, escreveu o presidente durante sua visita oficial ao Suriname em um tweet publicado às 2h34, no horário de Brasília. O presidente desembarcou no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, por volta das 13h. De lá, ele foi a Eldorado, no interior o Estado, onde ocorre o velório. A publicação do presidente no Twitter ainda contém uma homenagem à mãe em vídeo, com diversas fotos dela ao som de uma música cantada em italiano. Confira abaixo. 

Em sua última visita à mãe, em agosto de 2021, o presidente Jair Bolsonaro foi acompanhado de três dos seus filhos, o senador Flávio Bolosnaro (PL-RJ), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). Uma foto dos quatro com a matriarca foi publicada nas redes sociais de Flávio. Nenhum deles aparece usando máscara de proteção contra a Covid-19. Na época, o presidente disse em entrevista a um veículo de imprensa que a mãe havia sofrido um sangramento e afirmou que poderia ser a última vez que a veria. “Minha mãe está com 94 anos, por assim dizer, ela não me reconhece mais. Teve um problema grave de sangramento nos últimos dias e eu resolvi visitá-la porque pode ser que seja a última vez”, comentou.

Na manhã desta sexta, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) do governo federal publicou uma nota de pesar na qual se solidarizou com o presidente e seus familiares, afirmando que “une-se a toda a equipe de governo e aos brasileiros em condolências e orações pelo falecimento da senhora Olinda Bonturi Bolsonaro, mãe do Presidente Jair Bolsonaro. Que Nosso Senhor acolha a alma de Dona Olinda e ampare o senhor Presidente da República e demais familiares”.