Major Olímpio quer Flávio fora do PSL: ‘Traz muita vergonha a nós’

  • Por Jovem Pan
  • 16/09/2019 10h20
Roque de Sá/Agência SenadoCom tudo, Major Olímpio não deve entrar no Conselho de Ética do PSL contra Flávio Bolsonaro porque ele, legalmente, não feriu nenhuma regra

As recentes discussões em torno da CPI da Lava Toga têm gerado conflitos internos no PSL. O líder da sigla, Major Olímpio manifestou seu desejo em ver o filho do presidente Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro, fora do partido.

Flávio teria pressionado a senadora Juíza Selma a votar contra a instalação da CPI, que vai investigar integrantes no Supremo Tribunal Federal. Ligações com o mesmo teor foram feitas à Soraya Thronike e ao próprio Olímpio.

“Nós que representamos a bandeira anticorrupção do presidente. Eu tentei convencer a senadora Juíza Selma a ficar e resistir conosco. Quem tem que cair fora do PSL é o Flávio, não ela. Gostaria que ele saísse hoje mesmo”, declarou o líder da legenda.

Com tudo, Major Olímpio não deve entrar no Conselho de Ética do PSL contra Flávio Bolsonaro porque ele, legalmente, não feriu nenhuma regra. “Só traz muita vergonha a nós”, completou.

Saída da Juíza Selma

Mesmo após o pedido de Olímpio, a senadora do Mato Grosso tomou a decisão de deixar a sigla após o acontecimento. A juíza aposentada, conhecida como “Moro de saias”, confirmou que deve se desligar do PSL e se filiar ao Podemos na próxima quarta-feira (18).

O próprio senador Major Olímpio manifestou interesse de sair do partido nas últimas semanas ao alegar “divergências e decepções”. Porém, foi dissuadido por colegas e escolheu ficar.