Ministério da Saúde diz que sistemas atingidos por ataque hacker serão restabelecidos na próxima semana

Pasta não estabeleceu data exata para que dados possam ser utilizados novamente

  • Por Jovem Pan
  • 11/12/2021 15h43
Marcello Casal Jr/Agência Brasil Foto da fachada de um prédio na Esplanada Ministério da Saúde afirma que equipe de informática da pasta está trabalhando para que tudo volte a funcionar normalmente

O Ministério da Saúde afirmou neste sábado, 11, que os sistemas do ConecteSUS e outros atingidos por um ataque hacker na madrugada da última sexta, 10, devem ser restabelecidos durante a próxima semana. A pasta não especificou, no entanto, quais sistemas seguem fora do ar nem estipulou uma data exata para que voltem a funcionar. “O Ministério da Saúde informa que está atuando com a máxima agilidade para restabelecer os sistemas que foram temporariamente comprometidos com o ataque causado na madrugada desta sexta-feira (10). Vários sistemas já foram restabelecidos e a expectativa é que os outros sistemas estejam disponíveis para a população na próxima semana”, diz a nota.

O ataque contra o site do Ministério foi do tipo ransomware, no qual um grupo ‘sequestra os dados’ e pede um resgate. A autoria foi assumida pelo grupo hacker Lapsus$ Group, mas o governo conseguiu retomar o controle do site e de alguns sistemas. Foram atingidos, além da página da pasta, o Painel Coronavírus, o e-SUS Notifica, o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI) e o Conecte SUS, que exibe dados de vacinação contra a Covid-19. Por conta do problema, o Ministério adiou a mudança na regra de entrada para viajantes que chegam do exterior ao Brasil – passaria a exigir comprovante de vacinação ou uma quarentena de cinco dias, exigências adiadas por sete dias. A Polícia Federal e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) investigam o ataque.